Blog

Investidor Arrojado

O que é especulação financeira aplicada na Bolsa de Valores?

Por Pablo Vinicius Souza
04 setembro 2019 - 17:30 | Atualizado em 01 setembro 2021 - 10:29
especulação financeira na bolsa de valores

A especulação financeira na Bolsa de Valores é uma prática recorrente no mercado. Onde o trader busca obter um bom retorno a partir do capital aplicado conforme as taxas elevadas de juros. Apesar de importante e comum, é preciso entender bem o funcionamento e importância dessa atividade, a fim de não só obter sucesso, mas também evitar prejuízos.

Neste artigo vamos falar sobre o tema e mostrar como a especulação financeira pode ser aplicada para alcançar lucratividade na Bolsa de Valores, assim como suas potencialidades e desafios. Quanto mais conhecimento o trader tiver, maiores serão suas chances de sucesso e, por isso, é fundamental estar preparado ao máximo. Se quiser saber mais e se manter bem informado, continue a leitura e acompanhe!

O que é especulação financeira na Bolsa de Valores?

A especulação financeira consiste em tentar conseguir lucros a partir da valorização ou desvalorização a curto prazo de um ativo. Seu objetivo principal não é o de garantir o retorno consistente de capital a partir de uma taxa de juros específica, mas obter ganhos com aumento e queda de preço do bem especulado.

Trata-se de um conceito bastante aplicado nos mercados mais voláteis, como a Bolsa de Valores. Já que nela os preços das ações podem sofrer impactantes quedas e altas em um curto tempo.

Qual a diferença entre especulação e investimento?

Especulação é diferente de investimento, uma vez que, no primeiro caso, os riscos envolvidos nas operações são muito altos devido ao seu retorno rápido e volátil, enquanto no segundo, as expectativas são de ganhos mais lentos, porém com maior consistência. Veja uma lista das principais diferenças entre investimentos e especulação nos tópicos abaixo.

Investimentos

  • perfil conservador ou moderado;
  • investidor busca se proteger ao máximo dos riscos;
  • objetiva fazer a manutenção dos ativos comprados;
  • aguardam-se anos para obter o retorno esperado;
  • as compras têm como intenção o usufruto de dividendos;
  • identificam-se os valores do negócio em um período longo, ou seja, vai além da visão momentânea do mercado;
  • o investidor busca se enriquecer ao longo dos anos a partir dos juros compostos.

Especulação

  • o perfil agressivo ou arrojado;
  • o indivíduo se expõe a grandes riscos de perdas;
  • há um grande volume de negociações;
  • maior rapidez nos retornos;
  • a intenção principal da compra é venda posterior;
  • há uma volumosa quantidade de análises, como gráficos de negociações e projeções sobre dados;
  • são buscados atalhos para enriquecimento.

É importante que o trader entenda bem a diferença entre investimento e especulação. Por isso, cada caso é indicado para determinado perfil de investidor e suas expectativas. Na prática, significa que o trader que atua com especulação precisa desenvolver preparo e controle emocional para lidar com as situações impostas pelo mercado.

Se o trader não estiver ciente de todas as características desse tipo de investimento, ele pode não suportar a pressão que os riscos envolvidos geram. O que pode resultar em ansiedade e outros danos à saúde.

Qual o risco de atuar como especulador?

Simplificadamente, é possível definir a especulação financeira com as previsões que o mercado de ações apresenta em relação ao preço de determinado ativo. Atuar como especulador financeiro, no entanto, envolve uma série de riscos para os quais o trader precisa estar preparado.

Como é uma aplicação de alto risco, a possibilidade de perdas é proporcionalmente elevada, o que faz com que seja preciso considerar os fatores negativos e estar preparado, caso os acontecimentos não saiam exatamente como o esperado.

Isso porque, como a especulação é toda pautada em previsões e possibilidades e o mercado passa por mudanças o tempo todo, pode ser que haja modificações significativas que revertam cenários e ocasionem perdas.

Quais são as técnicas fundamentais para quem atua com especulação financeira?

Algumas técnicas são fundamentais para ter melhores resultados durante a especulação financeira na Bolsa de Valores. Veja, a seguir, quais são elas.

Controle emocional

Pode parecer simples, mas ter controle emocional é um processo que precisa ser desenvolvido com atenção e comprometimento. Tomar decisões importantes envolve análises claras, que somente serão possíveis se forem feitas com calma e consciência.

Para atingir esse objetivo, é indicado investir em autoconhecimento, que pode ser adquirido com terapia, atividades prazerosas, um hobby, enfim, um tempo dedicado para o próprio bem-estar. Também é preciso entender que é um processo contínuo, que exige paciência e persistência.

Análise gráfica

análise gráfica é importante para quem trabalha com especulação, pois, a partir dessa técnica, é possível obter informações sobre os cenários apresentados e, com base nelas, fazer leituras e projeções. Com uma análise visual precisa, o trader pode se orientar na hora de tomar decisões de suas operações diante dos pontos de reversões de tendências, por exemplo.

Disciplina

Não existe uma fórmula pronta para alcançar sucesso no mercado financeiro, muito menos quando se trata de investir em especulação. Sendo assim, é preciso ter disciplina e comprometimento com o objetivo traçado.

A capacidade de fazer boas análises é outro ponto que exige estudo e experiência. Por mais talentoso que o trader seja, somente com estudo e dedicação ele pode desenvolver suas potencialidades ao máximo e melhorar cada vez mais sua performance.

Quais são os tipos de especulação financeira na Bolsa de Valores?

Existem diferentes modos de realizar operações em especulação financeira. Confira a seguir os 3 tipos principais.

Day Trade

Nessa modalidade, as transações de compra e venda ocorrem no mesmo pregão, ou seja, são de curtíssimo prazo. Apesar dos riscos presentes em todos os investimentos realizados no mercado, nesse caso não existe o perigo de desvalorização do ativo de um dia para o outro, já que os negócios começam e terminam no mesmo dia.

Swing Trade

O swing trade tem um prazo maior que no day trade, uma vez que permite que as operações tenham duração de alguns dias ou até mesmo semanas. Para minimizar os riscos, o trader deve utilizar estratégias como a diversificação da carteira de ativos, entre outras opções.

Robôs Traders

Com uma estratégia que envolva robôs traders, é possível utilizar softwares que permitem a tomada de determinadas ações com base na programação definida. O uso de robôs ajuda a acompanhar de perto os acontecimentos do mercado, porém eles não dispensam a atuação do trader com sua visão ampla e estratégia bem definida. O ideal é usar a ferramenta dentro de um plano de operações.

O que deve ser analisado na hora de escolher ações?

Não é fácil saber qual é o momento certo de comprar ou vender uma determinada ação. Para auxiliá-lo nessa tarefa, trazemos nos tópicos abaixo os principais índices que podem ser aplicados antes de fazer essa escolha.

Ressalta-se que eles podem ser utilizado de forma isolada ou em conjunto, o importante é que eles forneçam os dados necessários para que você tome a decisão mais vantajosa.

Índice Preço sobre o Lucro (P/L)

Esse é um dos índices mais utilizados pelos analistas do mercado de ações. Na prática, divide-se o preço de uma ação (na cotação de mercado) sobre o lucro dela, que é obtido ao dividir o ganho da empresa pela quantidade de ações em circulação.

Por meio desse índice, pode-se analisar em quanto tempo o investimento será recuperado por meio dos lucros. Por exemplo, se o preço de uma ação é de R$ 15,00 e a empresa lucra R$ 5,00 por exercício financeiro, e o investimento será pago em 3 anos.

Índice de Liquidez Corrente (LC)

Essa é uma métrica contábil que relaciona os valores que a empresa receberá no curto prazo e os pagamentos que ocorrerão no mesmo período. Ele é aplicado quando você analisa os relatórios e demonstrações das empresas que você pretende adquirir ou vender ações. Sua fómula é a seguinte:

Liquidez corrente (LC) = ativo circulante / passivo circulante

O ativo circulante consiste no dinheiro em caixa, no banco, os direitos e recebimentos que ocorrerão dentro de 12 meses. Já o passivo circulante são as obrigações, dívidas, fornecedores e outros pagamentos que devem ocorrer dentro desses 12 meses. Assim, se o resultado da conta for inferior a 1, ela terá dificuldades de arcar com seus compromissos e poderá ter problemas financeiros.

Índice de Distribuição (payout ratio)

Trata-se de um índice interessante para quem investe em dividendos, já que ele apresenta o percentual do lucro líquido que é distribuído para os acionistas — normalmente em forma de dividendos. Na prática, a maioria das empresas distribuem 25% do lucros para os acionistas, no mínimo.

Índice de Preço/Valor Patrimonial (P/VPA)

Aqui é indicado se as ações foram adquiridas por um valor menor (deságio) ou maior (ágio) de mercado. Assim, para calculá-lo, basta dividir o preço de uma ação e o patrimônio líquido (ativos menos os passivos) por cada ação. Essa conta pode gerar 3 resultados:

  • igual a 1: o preço da ação está de acordo com o mercado;
  • superior a 1: a ação terá sido mais cara que o normal;
  • inferior a 1: a aquisição terá sido mais barata que o preço de mercado.

Quais as melhores ações para especulação financeira na Bolsa de Valores?

A escolha das ações é um fator importante a ser considerado por quem deseja trabalhar com especulação financeira na Bolsa de Valores, por isso, é preciso estar atento. Entre as principais ações a serem pensadas podemos citar algumas Blue Chips:

  • Petrobras (PETR4) – petróleo;
  • Ambev (ABEV3) – bebidas;
  • Cemig (CMIG4) – energia;
  • Gerdau (GGBR4) – siderurgia;
  • Itaú Unibanco (ITUB4) – banco;
  • Bradesco (BBDC4) – banco;
  • Banco do Brasil (BBAS3) – banco;
  • Vale (VALE3) – mineração.

Quanto mais conhecimento o trader apresentar, mais fácil será a tomada de decisões e, consequentemente, os resultados alcançados a partir delas.

Fast Trade

A Fast Trade é uma plataforma diferenciada, que oferece diversos recursos para melhorar os resultados de traders de diferentes perfis e tempo de atuação. Com o uso do Fast Trade, é possível montar estudos, analisar gráficos e aprofundar-se com eficiência no cotidiano da Bolsa de Valores e em suas modificações constantes.

Veja alguns dos benefícios trazidos por essa plataforma:

  • simulador de investimentos;
  • estudos gráficos;
  • ferramentas de análises;
  • feed de dados mais utilizado no Brasil;
  • acompanhamento em tempo real;
  • tape reading;
  • cotações Internacionais (CFDs) e mais.

Agora que você já conhece alguns dos principais fatores presentes na vida de trader, pode entender melhor esse universo e melhorar o desempenho de seus negócios. Atuar no mercado financeiro exige dedicação, conhecimento e visão estratégica, sendo assim, é essencial se manter bem informado e atento se você deseja ter sucesso na especulação financeira na Bolsa de Valores.

Somos ativos nas redes sociais! Confira nossas páginas no Facebook, LinkedIn e Twitter para ficar de olho nas nossas publicações!




Sobre o autor