Blog

Trader

Scalpers: saiba como você pode lucrar mais com essa estratégia

Por Bruna Santos
05 junho 2020 - 10:52

Os scalpers são traders (operadores) que negociam no mercado de ações, opções e futuros e detém posições por um curto período de tempo. O objetivo é lucrar com a spread de oferta e demanda, ou seja, na diferença entre o preço de compra e o valor da ação.

Em outras palavras, eles adquirem um ativo e o vendem em poucos ou em menos de um minuto. Quer saber melhor como funciona esse processo? Neste conteúdo aprofundamos no assunto e explicamos as qualidades de um scalper, como funciona o scalping, como lucrar com essa atividade e gerenciar o risco. Leia mais!

Quais são as características dos scalpers?

Um bom scalper precisa ter ou desenvolver habilidades específicas para realizar operações de curto prazo, caso contrário ele não conseguirá obter os lucros desejados. Veja quais são elas nos tópicos seguintes.

Rapidez na tomada de decisão

A qualidade principal desse tipo de trader é a sua capacidade de tomar decisões importantes em um curtíssimo espaço de tempo. Muitas vezes o player deve saber se deve comprar ou não um ativo em questão de segundos, por exemplo.

A falta de agilidade pode ocasionar erros nas operações e, consequentemente, gerar prejuízos. Em razão dessa pressão, o indivíduo também deverá ter um grande controle emocional, já que ele também não poderá ser movido por ansiedade, desespero, inquietações etc.

Plataforma e roteamento

Um dos requisitos mais importantes para o scalper e qualquer outro tipo de trader é contar com uma plataforma de negociação que execute suas ordens de forma rápida e confiável. Muitos especuladores iniciantes desprezam esse aspecto, mas a lerdeza no processamento de informações por um sistema também pode trazer prejuízos ao indivíduo.

A plataforma escolhida deve ser a ideal para que os traders consigam avaliar a situação do mercado em tempo real e realizar as operações instantaneamente. Além do ambiente de negociação, a plataforma deve permitir realizar simulações, incluir ferramentas de análise gráfica, feed de notícias etc.

Conhecimento operacional

Não basta que o scalper tome atitudes rápidas e tenha à sua disposição uma boa plataforma, ele também deve conseguir processar todas as informações agilmente. Isso significa que ele deve ter tanto conhecimento de mercado como saber utilizar suas ferramentas de forma ágil.

Isso exige capacidade analítica, experiência e uma plataforma que seja ergonômica, intuitiva e que tenha suporte especializado, capaz de satisfazer essas necessidades.

Concentração

Apesar das operações realizadas pelo scalper serem de curto prazo, a necessidade de analisar situações rapidamente demanda um foco mais elevado.

Para aumentar a capacidade de concentração, é interessante manter uma rotina que desenvolva essa habilidade, como a prática de esportes individuais e meditação diária.

Como funciona o processo de scalping?

O Scalping é uma estratégia que está dentro do Day Trading, que é uma modalidade que consiste em comprar e vender ativos financeiros dentro de 24 horas. Sua finalidade é a de buscar oscilações de preço ao longo de um dia.

A diferença entre os dois termos consiste no fato de que o Day Trading abrange operações que são abertas e fechadas no mesmo dia. Já o Scalping objetiva lucrar com pequenas movimentações de preço próximo ao spread atual do mercado. Por isso, o trader entra e sai do mercado de forma excepcionalmente rápida.

Existem muitos fatores que afetam as decisões dos scalpers, entre os principais deles estão:

  • volatilidade: trata-se da variação de preços dos ativos e será a partir dela que surgem oportunidades de compra e venda;
  • liquidez: os scalpers costumam operar com ativos de baixa liquidez, já que esse tipo costuma gerar maior spread entre as ofertas de vendas e compras;
  • riscos: os traders minimizam seus riscos com a estratégia de stop loss, que é uma ordem de venda programada pelo especulador com a função de mitigar os danos quando há riscos de perdas.

É possível melhorar os lucros por meio dessa estratégia?

É plenamente possível lucrar aplicando a estratégia do Scalping, entretanto, não é recomendável utilizá-la como sua única estratégia. Pode-se mesclá-la com outros tipos de operações, como:

  • Position Trade: o player adquire um ativo e o segura por um tempo para obter lucros a longo prazo, se o lucro estabelecido é atingido, ele fecha a operação;
  • Swing Trading: consiste na abertura e fechamento de posições em pregões distintos na bolsa. Nesse caso, ele acompanha as variações por um período mais longo, que pode ser de dias ou semanas.

Ressalta-se que os prazos reduzidos das operações também podem minar seus lucros, o que exige um maior número de movimentações diárias. Por exemplo, é comum que o scalper realize centenas de negociações todos os dias.

Além disso, como cada operação de Scalping terá duas ordens — compra e venda —, será preciso movimentar um volume maior de capital para garantir lucros satisfatórios e contratar uma entidade que ofereça preços de corretagem apropriados para a atividade.

Como fazer gerenciamento de risco para ter mais tranquilidade?

Assim como qualquer investimento e operações no mercado financeiro, há riscos que precisam ser gerenciados e minimizados pelos players. Os do Scalping também devem ser conhecidos e trabalhados pelos traders.

O principal risco está relacionado à realização de operações com base no Livro de Ofertas, mas a expectativa não se realizar na prática.

Imagine que, ao analisar esse livro, o operador se encontra com uma lista de compradores (primeiro os que oferecem o maior valor por um ativo) e vendedores, que estão menos dispostos a vender por um preço baixo. Perante essa situação fica claro que existe uma grande movimentação de compra e, consequentemente, possibilidade do ativo se valorizar a curto prazo.

Entretanto, é preciso ter muito cuidado nessas ocasiões, já que é possível que a valorização não aconteça, o Livro permaneça do mesmo jeito e os compradores o negociem a um valor menor. Para solucionar essa questão, os scalpers precisam analisar o Livro de forma geral e não se concentrar em poucas ofertas. Ao fazê-lo, é possível identificar blefes ou operações escondidas e evitar prejuízos.

Os scalpers são operadores que conseguem analisar o mercado e tomar decisões mais rápido, entretanto, eles precisam de bastante experiência na área e, principalmente, de uma plataforma que permita realizar as operações de forma ágil.

Quer saber ainda mais sobre o assunto? Leia já o nosso artigo que explica de forma aprofundada o que é um trader e quais são os tipos!




Sobre o autor