Blog

Investidor Moderado

IFIX: entenda melhor o que é e como funciona

Por Adriano Ignatti
16 dezembro 2021 - 13:41 | Atualizado em 16 dezembro 2021 - 14:07
fundos ifix
Créditos: shutterstock.com

Os fundos imobiliários vêm se tornando uma alternativa bastante procurada nos últimos tempos, sendo uma modalidade que apresenta alguns benefícios bastante interessantes, sobretudo em termos tributários. Por isso, entender melhor o que são os fundos IFIX e como eles funcionam pode ser muito interessante.

Neste artigo, vamos abordar melhor quais são suas características, a sua composição e os seus principais ativos, até para que você aumente os seus conhecimentos sobre o tema e ganhe mais embasamento para decidir se essa é uma opção viável para os seus investimentos. Ficou interessado? Então, continue a sua leitura!

O que é o IFIX?

A sigla IFIX quer dizer Índice de Fundos de Investimentos Imobiliários, que são uma categoria de ativos que funcionam como uma espécie de “condomínio”, no qual os investidores aportam recursos para serem aplicados em transações do setor de imóveis, como aluguéis e vendas de propriedades ou de direitos, recebendo dividendos de acordo com suas cotas.

Falando especificamente do IFIX, trata-se de uma carteira teórica de ativos, elaborada de acordo com os critérios estabelecidos pela Bolsa de Valores brasileira, a B3. Na prática, é um indicador de desempenho que analisa e estabelece uma média considerando as cotações dos fundos imobiliários (FIIs) negociados nos mercados por aqui.

Como são escolhidos os fundos do IFIX?

Como dissemos, o IFIX é elaborado de acordo com a metodologia e as exigências estabelecidas pela B3. Inclusive, ele é conhecido popularmente como o “Ibovespa dos FIIs”. Para entrar na avaliação, portanto, os fundos precisam atender a alguns requisitos, recebendo pesos na composição, definidos por meio de critérios de ponderação.

As condições mais importantes para entrar no IFIX envolvem, sobretudo, que o fundo esteja entre os ativos elegíveis, presente em pelo menos 95% dos pregões realizados nas 3 carteiras anteriores e sem cotas com valores abaixo de 1 Real (penny stocks). Isso faz com que todos os participantes sejam relevantes e interessantes para o mercado.

Quais fundos compõem o IFIX?

Acima, você conheceu os principais critérios para que um fundo faça parte do IFIX. Dentro do índice, temos alguns ativos que possuem maior destaque, conhecidos como “market movers”, ou seja, aqueles que realmente movimentam o mercado. No entanto, existem dezenas de papéis em sua composição, alguns com mais proporção e outros com menos.

Ainda assim, podemos afirmar que, dentro dos principais FIIs do IFIX atualmente, com cerca de 2% na composição da carteira ideal, temos o BBPO11 (Fundo Imobiliário BB Progressivo II), BCFF11 (Fundo Imobiliário BTG Pactual Fundo de Fundos), BRCR11 (Fundo Imobiliário BTG Pactual Corporate Office Fund), HFOF11 (Fundo Imobiliário Hedge Top FOFII 3), entre outros.

Como você pôde ver, o IFIX é uma forma de conhecer como os fundos da categoria estão performando, antes de tomar uma decisão. O mercado financeiro envolve riscos, mas você pode ter excelentes rentabilidades ao aumentar seus conhecimentos e analisar os indicadores mais importantes.

Gostou de aprender o que são fundos IFIX? Quer dividir os seus conhecimentos com os amigos e colegas? Então, não deixe de compartilhar nosso post em suas redes sociais!




Sobre o autor