Blog

AçõesInvestidor InicianteInvestimentosTrader

Calcular ticks no mercado financeiro: o que é e como fazer na prática?

Por thamara
28 fevereiro 2022 - 12:17 | Atualizado em 15 fevereiro 2022 - 12:26

Os investidores de maior sucesso costumam ser aqueles que apostam em estratégias minuciosas, algumas das quais podem incluir operações que, em um primeiro momento, poderiam parecer pouco ou até mesmo nada lucrativas. Pensando nisso, resolvemos preparamos um post explicando como calcular ticks no mercado financeiro.

Trata-se de uma opção interessante para quem deseja promover uma diversificação na carteira ou obter rentabilidade com flutuações mínimas de preços dos ativos, o que pode ser bastante recomendável para determinados perfis e em alguns momentos específicos. Continue sua leitura e aprenda mais sobre o tema.

Afinal, o que são ticks no mercado financeiro?

Por definição, os ticks no setor financeiro se referem à menor alternação parcial de uma ação ou ativo, que chega a ser inferior ao centavo de dólar. Na prática, o tick é utilizado para estabelecer um incremento mínimo, permitindo que as mais discretas oscilações de preços possam ser medidas em uma determinado Bolsa ou mercado.

Vale ressaltar que cada local pode ter um tamanho específico para o tick, o que faz com que movimentos abaixo desse limiar sequer possam ser registrados. Se o tick de um produto é de 1 centavo, por exemplo, uma mudança de 0.5 não será refletida em seu valor. No entanto, isso não quer dizer que os ticks não possam ser úteis para o investidor.

Quais as diferenças entre Pips, Pontos e Ticks?

Os ticks não são a única unidade de medida que você deve conhecer no mercado financeiro. Para compreender melhor os lucros e as perdas, é importante conhecer os pontos, que são o montante total pelo qual um ativo se valorizou ou desvalorizou em dólar. Se uma ação caiu de $33 para $28, por exemplo, a alteração é expressa como uma queda de cinco pontos.

Já os pips são usados no mercado cambial e medem as mudanças parciais no valor das moedas, cujos preços costumam ir até os três milésimos, ou seja, quatro dígitos depois do ponto decimal. Assim como os ticks, os pips representam o incremento inferior, ajudando a compreender tendências de valorização ou desvalorização.

Quais as vantagens dos ticks no mercado financeiro?

O fato de calcular os ticks no mercado financeiro pode ser muito útil, notadamente na hora de escolher ou se desfazer de alguns investimentos. Isso ocorre porque, mesmo que as alterações não sejam refletidas no preço por conta do seu tamanho diminuto, elas ajudam a entender a direção na qual o ativo deve seguir em relação às operações anteriores.

Para o cálculo das suas aplicações, você deve considerar que um uptick é uma alteração no sentido de valorização, enquanto o downtick refere-se a uma redução dos preços de trading. São excelentes indicadores de tendência, que podem ajudar você a interpretar as implicações financeiras dos movimentos do mercado e pesar seus riscos com mais precisão.

Então, como você pôde ver ao longo deste artigo, observar e calcular ticks antes de fazer suas operações pode ajudá-lo a ter mais sucesso no mercado financeiro!

Gostou de aprender como calcular ticks no mercado financeiro? Quer conferir mais posts como este? Então, não deixe de seguir nossos perfis no Facebook, no Instagram, no YouTube e no Twitter!




Sobre o autor