Blog

Investimentos

RLP: saiba o que é e quando vale a pena investir nessa modalidade

Por Bruna Santos
10 novembro 2020 - 15:54 | Atualizado em 29 junho 2021 - 19:20

O Retail Liquidity Provider (RLP) ainda é muito recente no Brasil, portanto muitas pessoas nunca ouviram falar dele e não sabem o que significa. Adotado em agosto de 2019 pela Bolsa de Valores Brasileira (B3), ele traz diversos benefícios e já é utilizado há muito tempo em outros países.

Dessa forma, vamos explicar neste texto o que é o RLP, quais são as suas vantagens, em que situações vale a pena investir nessa modalidade e como aderir ao RLP. Para saber tudo isso, leia o texto até o final!

O que é o RLP?

O RLP ou Retail Liquidity Provider é um mecanismo que promove uma maior liquidez e melhores condições de preço para o mercado na negociação de minicontratos de índice de dólar. Cabe ressaltar que ele é um serviço sem custos desenvolvido em conjunto com a B3 e que vem sendo testado no Brasil há mais de um ano.

O sistema é simples e funciona basicamente na venda de grandes quantidades no mercado de minicontratos de dólar por um preço único, facilitando a operação. Geralmente esses “provedores de liquidez” são os bancos e corretoras, pois eles realizam grandes movimentações nesse tipo de ativo.

Quais as vantagens do RLP?

Liquidez

Como um provedor de liquidez nos contratos de mini índice e de dólar, sua principal vantagem não poderia ser diferente, oferecendo maior liquidez ao mercado. Isso permite que os investidores, principalmente os menores, possam fazer saídas e entradas em momentos diferentes, sem se prejudicar em relação à flutuação de preço daquele ativo.

Preço

A liquidez de um determinado ativo impacta diretamente no seu preço, pois, se ele é mais “líquido”, ou seja, mais negociado, mais pessoas estão inserindo ofertas de compra e venda a diferentes preços. Dessa forma, mais operações podem ser executadas com os preços relativos ao book de ofertas.

Eficiência

Outra consequência da liquidez e do preço é a eficiência das operações, que agora podem ser feitas de maneira mais rápidas. Assim, se o investidor quer realizar uma ordem de compra ou venda daquele ativo em um determinado momento que é vantajoso para ele, pode fazer isso. Sem o RLP e a liquidez, isso não seria possível e prejudicaria as operações do trader.

Como aderir ao RLP?

Aderir ao RLP é simples, principalmente para os investidores e traders que já estão acostumados a operar na bolsa de valores. Para fazer isso, basta dar autorização ao banco ou à corretora que você tem conta para que as suas ofertas sejam relacionadas contra as ofertas RLP.

Para finalizar, é importante ressaltar que, para realizar essa aderência ao RLP, o ideal é que você conte com um sistema ou plataforma que possam te auxiliar a fazer as operações de maneira mais rápida, segura e assertiva, dificultando a possibilidade erros operacionais.

Para isso, você pode aderir ao Fast Trade, que é uma plataforma robusta e permite que você realize suas operações de maneira simples, sincronia de telas, ordens stop, tape reading e diversos outros benefícios. Se você quer saber mais sobre o Fast Trade, entre agora em contato conosco!




Sobre o autor