Blog

Saúde Financeira

Geometria comportamental: como usar para melhorar seus ganhos?

Por Rodrigo Santos
19 agosto 2020 - 12:20
geometria comportalmental
geometria comportalmental

Graças à valorização da bolsa nos últimos anos e a evolução tecnológica, investir tem se tornado mais acessível. Isso faz com que cada vez mais pessoas estejam interessadas em se tornar traders, que são negociantes e operadores na bolsa de valores (B3). Entretanto, antes de se adentrar no mercado, é importante conhecer o método da geometria comportamental.

Operar na bolsa não é simples, essa é uma atividade que exige muito conhecimento dos indivíduos. Mas com o método explicado neste conteúdo, pode-se construir uma base sólida para aumentar suas chances de sucesso no mercado financeiro. Quer saber mais a respeito? Continue a leitura e confira!

O que é o método da geometria comportamental?

A geometria comportamental é uma teoria que se sustenta no entendimento de que a bolsa se movimenta de forma ineficiente, já que as informações de mercado chegam aos negociadores de forma assimétrica, ou seja, cada um deles recebe os dados de forma diferente.

O objetivo dessa metodologia é apoiar traders na tomada de decisão nos melhores momentos para negociar na bolsa de valores.

As distorções nas informações geram uma alteração nos preços dos ativos negociados. Mas, com essa visão, pode-se identificar melhores oportunidades de negociação e conseguir rentabilidades mais elevadas.

Como surgiu a geometria comportamental?

O método foi desenvolvido pelo trader chamado Gustavo Almeida, entre os anos de 2008 e 2011. Esse profissional começou a trabalhar em um escritório de investimentos no ano de 2003. Na época, ele exercia uma função similar à de um trader e decidia por compras e vendas de índices futuros.

Após 6 anos atuando no escritório, Almeida decidiu sair para começar a atuar por conta própria. No início, ele conseguiu resultados bastante positivos operando com contratos futuros do Índice Bovespa.

Porém, o trader acabou se expondo e perdeu grande parte de seu dinheiro em menos de 24 horas. Isso se deu pelo excesso de confiança e pressa para acelerar os ganhos. A partir dessa experiência, Gustavo Almeida criou a teoria da geometria comportamental, que traz premissas essenciais para construir uma base sólida antes de começar a investir.

O que é preciso saber para estruturá-lo?

Os traders que atuam na bolsa geralmente têm uma boa referência do ponto de partida, mas o desafio está em saber como entender o movimento do mercado, posicionar-se corretamente e aproveitar as oportunidades. Para resolver esse problema, a estrutura da geometria comportamental busca responder as seguintes perguntas:

  • como compreender os ciclos de preço?
  • como se preparar para entrar em um movimento de certeza, mas com dois cenários de alta e baixa de um preço?
  • quando surge a janela temporal de negociação (oportunidade)?
  • qual é o volume de dinheiro a ser negociado?

Para responder essas questões, é importante que o trader entenda algumas premissas basilares da análise gráfica. São elas:

  • os preços se movimentarão pelo fato de que os participantes têm uma percepção diferente da realidade em dois aspectos: necessidades e vontades;
  • a análise gráfica traduz o comportamento mais predominante dos traders;
  • os gráficos demonstram apenas acontecimentos do passado e não garante que o mesmo fenômeno se repetirá no futuro.

É mais provável que um mesmo acontecimento não ocorrerá novamente no futuro, já que os participantes ganham mais experiência com o transcorrer do tempo e conseguirão tomar melhores decisões perante situações semelhantes.

Quais são as premissas que devem ser compreendidas?

Neste tópico explicamos quais são os princípios e diretrizes a serem usadas por quem deseja aplicar a geometria comportamental. Confira a seguir.

Defina o objetivo e o transforme em valor financeiro

Ter um objetivo bem definido é necessário para minimizar a exposição aos riscos. Na prática, estipula-se um valor mensal a ser alcançado e que satisfaça as vontades financeiras do trader.

Esse montante não pode ser inatingível, excepcionalmente elevado ou muito baixo, caso contrário o player ficará desmotivado para batê-lo. Depois de criar o objetivo mensal, é importante diluí-lo entre as semanas ou dias do mês, assim o trader é incentivado a fazer operações diariamente.

Conheça o seu tipo de investidor

Também é preciso conhecer suas próprias limitações, vontades e perfil de investidor (conservador, moderado, arrojado, entre outros). Por exemplo, o trader deve entender quanto tempo ele terá disponível para fazer o acompanhamento do mercado e analisar os gráficos, que será o prazo máximo que ele é capaz de permanecer com uma posição em aberto.

Essa etapa é necessária para estabelecer um objetivo mais preciso e alinhado às suas vontades. Por exemplo, há quem prefira pegar uma tendência e dispor de uma posição reduzida no mercado, porém mais segura. Por outro lado, há indivíduos que procuram conquistar um nível de alavancagem alto.

Compreenda os ciclos de preços

Os ciclos de preços demonstram por que é necessário comprar ou vender em um determinado momento. Basicamente, existem cinco fases:

  • absorção: momento em que os players (traders) absorvem as agressões de outros;
  • acumulação e distribuição: prepara-se o bote do ciclo de mercado;
  • testes de ofertas e demandas: grandes players se retiram do mercado para observar os movimentos de outros;
  • spike: o ativo analisa e realiza um movimento forte na direção contrária do anterior;
  • spike channel: o mercado se empolga com a fase anterior e continuam o movimento.

Elas são detectáveis por meio das operações feitas por gigantes do mercado (que costumam ser mais volumosas) e são visualizados a partir de análises gráficas.

Monte a sua estratégia

Para estruturar uma estratégia alinhada ao seu perfil e objetivos, é preciso que ele inclua 3 pontos:

  • entrada;
  • saída com ganhos;
  • saída com perdas.

Os pontos de entrada são momentos em que o trader começa a adquirir ativos, enquanto os de saída consistem na venda desses ativos (podendo ter perdas ou ganhos).

Depois, é preciso analisar a relação entre o risco e o retorno da operação, verificando se ela condiz com o seu perfil de investidor. Por fim, estabelece-se o volume de ações ou contratos a serem adquiridos no ponto de entrada para que o objetivo seja atingido.

Qual é a importância de ter uma plataforma especializada?

Conforme as premissas da geometria comportamental, nem sempre situações do passado se repetirão no futuro, e isso ocorre pelo fato dos traders terem acesso a tecnologias de ponta que os ajudam a analisar melhor um mercado.

A forma de operar na bolsa de valores é bastante diferente de anos atrás, a tecnologia se tornou excepcionalmente avançada e os sistemas de negociações trazem inúmeras funcionalidades para auxiliar os players nas suas decisões.

A Fast Trade, plataforma desenvolvida pela Cetro Technologies, é uma tecnologia completa que traz todos os recursos para que você tenha uma visão mais ampla do mercado. Exemplos de seus recursos são:

  • ambiente de negociação, como Boleta Speed, Mega DOM, Boleta de Compra e Venda e mais;
  • índice preço/lucro (LP) atualizado diariamente;
  • feed de notícias relevantes para o mercado financeiro;
  • simulador de investimentos;
  • sistema gráfico para fazer análise de candles, barras e áreas, bandas de bollinger e mais;
  • relatórios completos, incluindo extratos financeiros, notas de corretagem, saldos e custódias; entre muitos outros.

O trader que conhece a geometria comportamental e elabora uma estratégia baseada nas suas premissas consegue aproveitar as maiores oportunidades do mercado, reduzir sua exposição aos riscos e maximizar seus lucros.

Que tal conhecer melhor nossa plataforma e todas as suas funcionalidades? Entre em contato conosco para saber mais sobre ela!




Sobre o autor