Blog

Investidor Iniciante

Conheça 5 benefícios de investir em fundos multimercado

Por Rodrigo Santos
12 fevereiro 2019 - 11:43 | Atualizado em 17 novembro 2020 - 11:50
Seguindo o ritmo do bom humor externo, o dia é positivo para ativos locais

Investir ficou cada vez mais fácil ao longo dos últimos anos devido, sobretudo, à autonomia que as plataformas digitais deram ao investidor para que ele mesmo faça o investimento, sem a necessidade de contar, obrigatoriamente, com a consultoria de um assessor. Entre as várias opções de investimento, destacamos, ao longo deste post, os fundos multimercado.

Mas afinal, você sabe do que se tratam esses fundos? Quais são as suas principais vantagens? E qual o fundo multimercado mais adequado para você? Com o intuito de responder a essas questões, preparamos este artigo. Continue lendo e fique por dentro do assunto!

O que são fundos multimercado?

Esse tipo de investimento tem uma política determinada a combinar ativos de vários mercados, como ações, câmbios, renda fixa (títulos públicos, CDB) LCI e LCA , entre outros.

Dessa maneira, ele é um fundo de investimento que agrega aporte de diferentes pessoas e empresas, e utiliza esses recursos para fazer investimentos de acordo com uma política previamente determinada.

Os fundos multimercado podem apresentar diversos níveis de risco, desde o mais conservador — que são raros, especialmente devido à natureza do fundo multimercado, que é de mesclar vários tipos de investimentos — ao moderado e agressivo, que são mais comuns. O risco, em si, é do fundo apresentar uma performance abaixo do esperado ou negativa em curto período de tempo.

Dessa forma, os fundos multimercado são mais agressivos que os de renda fixa, entretanto, mais seguros que os investimentos realizados em fundo de ações e câmbio.

Devo aplicar em fundos multimercado?

Abordaremos agora as principais vantagens de fazer investimentos em fundos multimercado: possibilidade de lidar com mercados distintos, gestão profissional do capital, rentabilidade superior ao CDI, diversificação do investimento, opções com alta ou baixa liquidez.

1. Possibilidade de trabalhar com mercados distintos

Conforme destacamos, os fundos multimercado apresentam uma variedade de mercados nas suas aplicações, desde os investimentos em renda fixa até os de renda variável.

Dessa forma, vale a pena considerar esse investimento a fim de diversificar a sua carteira — ainda que você não precise gerenciar e nem acompanhar diversas aplicações distintas. Isso porque quem fará isso por você serão os administradores do fundo.

Além disso, esse fundo pode ser uma excelente alternativa para quem deseja ampliar seus investimentos, entrando em outras áreas da renda variável (como ações e câmbio), mas que ainda não se sente seguro para aplicar diretamente nesse mercado. Dessa forma, o fundo multimercado apresenta uma solução mais segura para esses investidores.

2. Gestão profissional do capital

Embora tenhamos destacado que, atualmente, qualquer pessoa possa fazer investimentos de forma simples e sem burocracia, isso não quer dizer que eles devem ser feitos de qualquer maneira e sem critérios. Quanto maior o nível de conhecimento sobre o mercado de investimentos, maiores serão os seus ganhos no médio e longo prazo.

Uma das formas de assegurar essa profissionalização das suas aplicações é por meio da gestão profissional do capital que um fundo multimercado dispõe. Eles utilizam diversas estratégias para alcançar os melhores investimentos, como uso de softwares, análise de indicadores etc.

Dessa forma, você fica mais tranquilo e com mais tempo livre para curtir a família e o que realmente importa, enquanto profissionais cuidam do seu dinheiro, para que ele renda o máximo possível.

3. Rentabilidade superior ao CDI

Os Certificados de Depósitos Interbancários (CDI) são um conhecido investimento de renda fixa. Consistem em títulos emitidos pelas instituições bancárias como uma maneira de captar recursos ou aplicar recursos excedentes. Eles foram criados em meados da década de 1980 e são conhecidos por apresentar uma das melhores rentabilidades da renda fixa.

Entretanto, com os fundos multimercado, é possível ter uma rentabilidade superior ao CDI, ainda que os riscos não aumentem de forma significativa (como em uma mudança para aplicação direta em renda variável). Dessa forma, consiste numa excelente solução para quem deseja ter uma rentabilidade maior sem correr muito mais risco.

4. Diversificação do investimento

Diversificar os investimentos é uma das maiores recomendações que todo especialista em investimento apresenta para os iniciantes. Entretanto, essa diversificação deve ser feita com cautela. Por exemplo, se você não conhece o mercado de câmbio, por que investir nele de forma direta? Fazendo isso, você correrá muitos riscos e poderá perder todo o capital investido.

Com os fundos multimercado, seu capital é aplicado de forma diversificada e natural, uma vez que esses tipos de investimento dispõem de várias possibilidades juntas — sejam eles de renda fixa, sejam de renda variável.

5. Opções com alta ou baixa liquidez

Liquidez é a capacidade de se converter um ativo em caixa. Essa característica é muito importante para um investimento, pois determina a capacidade que um investidor tem em recuperar o seu investimento no curto, médio e longo prazo.

Muitas pessoas aplicam seus recursos em determinadas aplicações e, quando precisam convertê-lo em caixa, se surpreendem em como o processo pode ser demorado.

Para esse exemplo, podemos citar o investimento em um imóvel que não tem baixa liquidez, pois a compra e venda envolve um longo processo de encontrar interessados, além das nuances burocráticas. Nos fundos multimercado, a liquidez pode ser alta ou baixa, variando de acordo com cada fundo, sendo o investidor responsável pela escolha do mais adequado ao seu perfil.

Quais são os fundos multimercado existentes e qual devo escolher?

Há vários tipos de fundos multimercado, como: arbitragem, macro, multiestratégia, multigestor, trading, que são de risco moderado. Já os denominados Long & Short – Direcional; Long & Short – Neutro e Long Biased são considerados de alto risco.

Os de risco moderado são indicados para o perfil moderado e conservador, dependendo se o investidor deseja apenas conservar o dinheiro ou arriscar pouco. Por outro lado, os de alto risco são indicados para os perfis mais arrojados de investidor, ou seja, aqueles que se arriscam mais, porém também almejam maiores ganhos.

Nos tópicos abaixo, explicamos o funcionamento de cada um dos fundos multimercado mencionados e quais são as suas principais qualidades.

Arbitragem

Esse fundo confronta o mercado nacional com o internacional e opera com suas distorções. Por exemplo, o gestor compra uma ação brasileira e vende juros americanos, o objetivo aqui é o de auferir ganhos com a distorção nos preços dos dois ativos.

Como a arbitragem se trata de um fundo bastante técnico, trata-se de um fundo com risco menor, porém os ganhos também são baixos.

Macro

As estratégias desse fundo são baseadas na antecipação de fenômenos macroeconômicos de médio ou longo prazo. Alguns exemplos deles são as mudanças no câmbio, taxa de juros, no valor da moeda, na renda fixa etc.

Multiestratégia

Como o nome indica, há adoção de várias estratégias simultaneamente, mas sem o compromisso de adotar uma em específico. As decisões tomadas pelos gestores do fundo são baseadas em minuciosas análises globais de risco e retorno, considerando o cenário macroeconômico mundial e a situação individual de cada ativo.

Multigestor

Aqui são feitos investimentos em diversos fundos que são administrados por mais de um gestor. Isso concede maior especialização na gestão dos ativos e maximiza a probabilidade de retornos positivos.

Trading

Os fundos de trading buscam seus ganhos em movimentações de curto prazo e com a variação nos preços em diferentes classes de ativos — como renda fixa, câmbio, renda variável etc.

Long & Short — Direcional

Long & Short significa Longo e Curto, em inglês. A estratégia desse fundo é a de montar posições adquiridas e vendidas simultaneamente. Compra-se uma ação na baixa para vendê-la na alta e, ao mesmo tempo, vendem-se outra cuja tendência de alta alcançou o limite.

Veja um exemplo prático: o gestor compra uma ação subvalorizada com a intenção de vendê-la quando seus preços subirem. No mesmo momento ele vende outra ação em sua posse, mas que acredita que não terá seu valor aumentado.

Long & Short — Neutro

Esse fundo multimercado funciona de forma similar ao anterior, a diferença consiste no seu objetivo: garantir uma posição neutra no mercado. Em outras palavras, as operações serão mais cautelosas e com menor risco que o Long & Short Direcional.

Geralmente os gestores tentam manter a exposição financeira líquida limitada a um determinado percentual que é considerado mais seguro, porém ainda fornece ganhos satisfatórios. Se houver recursos remanescentes em caixa, eles serão alocados em cotas de fundos de renda fixa e de baixa duração.

Long Biased

Long Biased pode ser traduzido como Muito Tendencioso, em português. Isso significa que os gestores tentarão tomar medidas mais arriscadas e almejarão maiores ganhos que os fundos anteriores.

Nesse tipo de fundo também há posições de compra e venda concomitantemente, mas não há a obrigatoriedade de permanecer com posições vendidas. Por exemplo, se o administrador acredita em uma alta de mercado, ele poderá direcionar toda a carteira para compras.

Sendo assim, os fundos multimercado consistem em uma ótima alternativa para você. Por funcionarem como uma espécie de carteira de investimentos em uma única aplicação, são excelentes opções para investir de forma segura.

Fast Trade

A Fast Trade é uma plataforma diferenciada, que oferece diversos recursos para melhorar os resultados de traders de diferentes perfis e tempo de atuação. Com o uso do Fast Trade, é possível montar estudos, analisar gráficos e aprofundar-se com eficiência no cotidiano da Bolsa de Valores e em suas modificações constantes.

Veja alguns dos benefícios trazidos por essa plataforma:

  • simulador de investimentos;
  • estudos gráficos;
  • ferramentas de análises;
  • feed de dados mais utilizado no Brasil;
  • acompanhamento em tempo real;
  • tape reading;
  • cotações Internacionais (CFDs) e mais.

Agora que você já conhece alguns dos principais fatores presentes na vida de trader, pode entender melhor esse universo e melhorar o desempenho de seus negócios. Atuar no mercado financeiro exige dedicação, conhecimento e visão estratégica, sendo assim, é essencial se manter bem informado e atento.

Se quiser otimizar os resultados e aumentar seu repertório sobre o assunto, convidamos você a fazer o download da plataforma Fast Trade e começar a operar de forma rápida e segura.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o scalper trader, queremos saber a sua opinião. Deixe seu recado, sugestão ou dúvida, é um prazer receber o seu comentário!

Siga nossas redes sociais e continue acompanhando mais assuntos sobre investimentos e operação! Facebook | YouTube | Instagram | Twitter




Sobre o autor