Blog

Investidor Arrojado

Confira 6 empresas listadas na B3 e como acompanhar o desempenho delas

Por Jaqueline Santos
09 setembro 2021 - 11:22
anti-Bolsonaro

A B3, conhecida também no passado como Bovespa, é a única Bolsa de Valores que existe, hoje, no Brasil. Dessa forma, se qualquer empresa quiser abrir todo o seu capital — ou uma parte dele — no país, essa é a instituição em que ela terá de fazer isso.

Atualmente, a B3 tem mais de 400 companhias listadas e, para fazer esse processo, é necessário realizar a abertura de capital com a aprovação da Comissão de Valores Mobiliários (CVM). Se você quer saber mais sobre como se dá esse procedimento e quer conhecer exemplos práticos, leia este conteúdo até o final!

Categorias de empresas listadas na B3

Ao realizar o processo de “Inicial Public Offering” (IPO), a empresa abre o seu capital em uma determinada Bolsa de Valores — no caso do Brasil, na B3. Ao fazer isso, ela pode ser dividida segundo vários critérios, e um dos principais está relacionado à governança corporativa, de modo que essa divisão se dá em:

  • Novo Mercado: quando a empresa adota práticas de governança além das exigidas;
  • Nível 2: é similar ao Novo Mercado, porém a empresa tem as chamadas ações preferenciais (PN);
  • Nível 1: apresenta exigências menores. Empresas desse nível, então, têm poucas informações além das exigidas e devem ter, pelo menos, 25% da companhia em circulação no mercado;
  • Ibovespa +: é comum para empresas de pequeno e médio porte que querem entrar parcialmente no mercado.

Exemplos

Na B3, existem diversas corporações bastante conhecidas que são listadas. Algumas delas são:

  1. Ambev;
  2. Magazine Luiza;
  3. Banco do Brasil;
  4. Raia Drogasil;
  5. Tim;
  6. Vivo; entre outras.

Cada uma delas tem diferentes níveis de governança, contudo, a maioria costuma estar no chamado “Novo Mercado” ou no “Nível 2” de governança. Isso possibilita que qualquer pessoa tenha diversas informações sobre a companhia.

As empresas listadas na B3 fazem diversas comunicações com os seus acionistas e o principal canal é o chamado Relacionamento com os Investidores (RI), em que você pode receber várias informações. Para se cadastrar, basta acessar o site da companhia e ir para a seção de RI.

A maioria dos investidores acaba optando por receber apenas os chamados “Fatos Relevantes”, que acontecem quando a empresa adquire outra, faz emissão de dívida, distribui juros sobre o capital próprio ou dividendos, ou quando ocorre algum fato relevante que a corporação deve notificar aos acionistas.

Por fim, para acompanhar o desempenho das empresas listadas na B3, existe, hoje, uma série de aplicativos nos quais é possível verificar a cotação em tempo real, além do home broker da corretora, que você utiliza para fazer a compra e a venda de ativos no mercado.

Desconsiderando essas duas possibilidades, existem, ainda, diversos sites em que você pode até mesmo montar e acompanhar a sua carteira. A mehor opção, sem dúvidas, é acompanhar as empresas listadas na B utilizando o Fast Trade, plataforma para trading de consistência. Dessa maneira, como visto, há incontáveis opções para acompanhar o desempenho das empresas listadas na B3.

Se você gostou deste conteúdo e quer ter acesso a mais informações relacionadas ao mercado financeiro, curta a nossa página no Facebook e acompanhe as nossas publicações para aprender mais sobre o tema!




Sobre o autor