Blog

Investimentos

4 principais indicadores de ações utilizados pela análise fundamentalista

Por Pamela Fiamoncini
23 dezembro 2021 - 10:00 | Atualizado em 22 dezembro 2021 - 10:44
indicadores de ações
Créditos: shutterstock.com

A avaliação de riscos é extremamente relevante para quem opera no mercado financeiro e precisa ser um dos hábitos mais arraigados na rotina do investidor inteligente, tendo em vista que pode oferecer mais segurança e previsibilidade para seu patrimônio. Por isso, conhecer os principais indicadores de ações utilizados pela análise fundamentalista é muito importante.

Eles servem para observar, principalmente, as variações no preço dos papéis em longo prazo, considerando — como o próprio nome já diz — alguns fundamentos que podem atestar que determinada empresa apresenta, por exemplo, boa saúde financeira, organização e potencial de crescimento. Continue sua leitura e veja como fazer isso!

1. Balanço patrimonial

Não dá para falar dos principais indicadores de ações utilizados pela análise fundamentalista sem citar o Balanço Patrimonial, também chamado pela sigla BP. Sua função é realizar um diagnóstico bastante preciso da situação atual de uma empresa ou empreendimento, permitindo o conhecimento adequado do seu patrimônio líquido.

Para isso, devem ser verificados e demonstrados todos os ativos e passivos, calculando a diferença entre os dois para a situação financeira da companhia no momento. Na prática, isso serve para demonstrar se existem reservas maiores do que suas dívidas e se o negócio está economicamente sustentável no momento.

2. EBITDA

Quem está investindo em ações já deve ter ouvido falar sobre o termo EBITDA, uma sigla que deriva do inglês e quer dizer: “earnings before interest, taxes, depreciation and amortization”. Ou seja, ela serve para demonstrar os lucros de uma empresa antes da incidência de eventuais juros, impostos, depreciações e amortizações.

Esse indicador financeiro compara o valor da empresa acrescendo as dívidas e dividindo pelo lucro operacional, de modo a demonstrar quando o negócio custa perante o que produz. O seu resultado permite avaliar o valor da instituição, levando em conta o que ela tem a pagar e trazendo uma noção clara de como anda a operação de fato.

3. Preço sobre Lucro

O Preço sobre Lucro, ou PL, é bastante conhecido no mercado financeiro e também é um dos principais indicadores de ações utilizados pela análise fundamentalista. Para o seu cálculo são usadas duas métricas muito relevantes, permitindo que o analista avalie o preço da ação dividido pelo seu lucro, traçando uma relação entre esses dois elementos.

Na prática, é preciso pegar o valor de um determinado ativo e dividir pelo lucro pago por cada papel da mesma companhia. É uma forma de entender perspectivas de valorização, descobrir se existe uma oportunidade de investimento ou até mesmo se a precificação está inadequada. Um PL elevado significa que levará mais tempo para reaver o seu investimento.

4. Demonstrações financeiras

As demonstrações financeiras são outro documento essencial para que se possa compreender a realidade atual de uma empresa e também estão entre os indicadores de ações utilizados pela análise fundamentalista. Um exemplo disso é a famosa DRE, sigla para Demonstrativo de Resultado do Exercício.

Ela serve para exibir o fluxo de caixa e o lucro acumulado no período de um ano, por meio de uma análise das movimentações de capital em um negócio. Tais informações, para companhias que têm capital aberto na bolsa, precisam ser publicadas periodicamente.

Como você pôde ver, os indicadores de ações utilizados pela análise fundamentalista podem ser bastante úteis para direcionar seus investimentos e trazer uma noção mais clara do potencial de lucratividade que diversos dos ativos disponíveis no mercado financeiro realmente possuem!

Gostou de conhecer os principais indicadores de ações utilizados pela análise fundamentalista? Quer dividir as informações com seus amigos e colegas de trabalho? Então, compartilhe este post livremente em suas redes sociais!




Sobre o autor