Blog

Trader

Atente-se a 3 sinais que indicam a reversão de tendência

Por Leonardo Reis
16 dezembro 2020 - 17:49 | Atualizado em 16 dezembro 2020 - 18:24
Atente-se a 3 sinais que indicam a reversão de tendência

Descobrir o topo e fundo de uma predisposição no mercado financeiro somente pelo preço dos ativos nos gráficos não é uma situação fácil. No entanto, pela análise técnica é possível perceber ou antecipar uma reversão de tendência — uma ação que estava em baixa com probabilidade de subir, ou ao contrário.

Essas metodologias oferecem ao trader maior segurança para fazer suas operações day trade, já que mostra, no começo, o nível de riscos e retornos. Dessa maneira, conheça os sinais para saber quando um ativo está em alta ou baixa. Vamos lá?

Entenda a importância de identificar a reversão de tendência

Primeiramente, é preciso compreender o que são tendências de alta e baixa, pois elas formam as movimentações e estabilidades de mercado financeiro. Assim, são relevantes nas análises que os traders fazem para negociações.

Por exemplo, a tendência de alta aparece quando o preço de um ativo forma topos e fundos ascendentes durante um tempo em que é avaliado. Já a de baixa surge nos valores de ações que criam fundos descendentes em um período.

Dessa forma, saber reconhecer os sinais de reversão é crucial para a atividade do trader, pois ele será capaz de atuar de maneira ampla e fundamentada em suas operações. Visto que, perante a volatilidade do mercado, é necessário estar preparado para possíveis reversões de tendência para alavancar ganhos e evitar perdas.

Conheça os sinais de reversão de tendência

Usualmente, os fatores que influenciam a oferta e a demanda refletem nos índices, mesmo havendo descontado eventos futuros previstos e com valores já existentes. Assim, se imprevistos ocorrerem, serão avaliados rapidamente e incorporados conforme seus efeitos. Por isso, é preciso seguir os seguintes sinais abaixo.

1. Diminuição na amplitude dos candles

A redução nos tamanhos dos candles é um sinal que precisa de atenção devido à dificuldade de identificação. Desse modo, quando os gráficos começam a ficar descendentes, com topos curtos e fundos longos, significa que está havendo alguma alteração no mercado ou por parte dos compradores.

Com isso, a tendência de alta é lenta com preços abaixo da máxima anterior, porém maior que a mínima antes ocorrida. Também, pode haver uma alta fraca pela presença de uma máxima menor.

2. Falsos rompimentos

Os falsos rompimentos surgem em um momento de reversão. Sendo que o mercado financeiro acumula e expande de acordo com as notícias provenientes de política e economia mundial. Quando aparecem as quebras, essas indicam um final de tendência ou uma pausa delas. Elas servem para demonstrar que o mercado está evitando fazer fundos e topos ascendentes e atuará na força contrária.

Por esse motivo, os traders precisam estar sempre bem informados para reconhecer isso. Afinal, os candles de alta ficam pequenos, ou seja, suas quebras são curtas, informando que os investidores não estão dispostos a adquirir naquele momento.

3. Rompimento das linhas de tendência de alta ou de baixa

O contrário também aparece quando o gráfico mostra que as altas são grandes e as baixas pequenas. Esse cenário informa o retorno dos compradores. Para avaliar melhor essa situação, é indicado fazer as médias móveis para acompanhar as tendências. Logo, pode ser usada a média de 100 períodos, que visualizará a mudança de direção. Se os preços estão baixos, traz uma tendência de pouca força para alta, da mesma forma o inverso.

Agora que você aprendeu quais são os sinais de reversão de tendência, ficará mais claro para operar e encontrar as melhores oportunidades, inclusive se já é um trader e tem algum conhecimento quanto às negociações na Bolsa de Valores.

Se deseja saber mais, entre em contato com nossa empresa para mais informações que resultem no aumento da rentabilidade.




Sobre o autor