Blog

Trader

Pontos Ibovespa: entenda quanto valem em dinheiro

Por Rodrigo Santos
16 julho 2019 - 09:45 | Atualizado em 29 outubro 2020 - 10:20

No dia 8 de julho de 2019, o Ibovespa encerrou o pregão com alta de 0,42%, aos 104.530,22 pontos.

Você já deve ter ouvido esse tipo de informação no noticiário, não é mesmo? Mas sabe exatamente o que significam esses pontos do Ibovespa?

Entender o funcionamento é essencial para quem quer investir no mercado de ações. O Ibovespa é o índice mais tradicional da bolsa de valores. Foi criado em 1968 e até hoje é considerado sinônimo do desempenho dela aqui no Brasil.

Por isso, neste artigo explicaremos melhor como funciona o Ibovespa, o quanto esses pontos representam em dinheiro, quais são as principais ações que fazem parte do índice e, por fim, como acompanhar o seu histórico. Que tal conferir?

O que é o Ibovespa?

O Ibovespa é uma carteira teórica. Isso significa que ninguém tem exatamente aquelas ações naquelas proporções, mas que ela foi criada para dar uma ideia de como o mercado como um todo se comporta.

Como dissemos, é o índice mais tradicional da bolsa de valores, embora não seja o único. Existem outros, como o IBrX 50 e o IBrX 100, que foram criados depois, com metodologias um pouco diferentes. No entanto, o Ibovespa se manteve como sinônimo do mercado e é usado como benchmark até hoje.

Em julho de 2019, essa carteira contava com 66 ações, mas esse número pode variar. Isso porque existem diversos critérios para fazer parte do Ibovespa e só entram no índice os papéis que cumprem as exigências, de maneira que, a cada revisão, esse número pode ser maior ou menor.

Por falar em revisão, é importante destacar que ela é feita a cada quatro meses. Assim, no primeiro dia dos meses de janeiro, maio e setembro, a B3 divulga a nova composição do Ibovespa, válida para o quadrimestre seguinte.

Assim, nem todas as ações listadas na bolsa fazem parte do Ibovespa. Para você ter uma ideia, cerca de 340 empresas têm os seus papéis negociados no mercado de ações brasileiro, mas, como vimos, menos de 70 fazem parte do índice.

Outra informação importante é que cada ação tem um peso diferente no Ibovespa, proporcional ao volume com que o papel é negociado nos pregões. Assim, enquanto a Petrobras é a empresa com maior participação e representa mais de 11% do índice, a Ecorodovias, que tem a menor fatia, responde por apenas 0,13%.

Vejamos alguns dos principais critérios para que uma ação passe a fazer parte do Ibovespa:

  • o papel tem que ter sido negociado em pelo menos 95% dos pregões nos 12 meses anteriores;
  • a ação tem que ter tido participação maior ou igual a 0,1% em termos de volume financeiro na bolsa nos 12 meses anteriores;
  • não pode ser uma penny stock, ou seja, aqueles papéis que custam alguns centavos e apresentam alta volatilidade.

Além disso, as regras do Ibovespa determinam que nenhuma ação pode ter participação superior a 20% no índice. Como é possível notar, o objetivo do regulamento é garantir que a composição contemple os principais papéis do mercado. E, de fato, eles representam 80% dos valores negociados diariamente.

O que significam os pontos do Ibovespa e quanto eles valem?

Para entender como funcionam os pontos do Ibovespa, vamos transformá-los em dinheiro.

Retomaremos o número com o qual começamos este artigo, ou seja, os 104.530,22 pontos do Ibovespa ao final do pregão do dia 8 de julho de 2019.

Se pegássemos R$ 104.530,22 e comprássemos as ações que compõem o índice na proporção que elas têm no Ibovespa, teríamos uma carteira real idêntica à relação teórica.

Logo, podemos concluir que cada ponto corresponde a exatamente R$ 1. Parece simples demais para você? É porque é mesmo!

Assim, se o Ibovespa subir 1%, a sua hipotética carteira idêntica terá a mesma valorização. O contrário também é verdade.

Porém, nunca é demais lembrar que o índice é composto por mais de 60 empresas, com pesos diferentes. Assim, quando o Ibovespa sobe ou cai, as ações que o compõem têm comportamentos distintos.

Aquelas que têm mais peso no índice também são as que mais influenciam no desempenho dele.

Quais são as principais ações do Ibovespa?

Os papéis com maior peso no Ibovespa são os de grandes corporações e você verá que os nomes são bem conhecidos.

Confira os 10 papéis com maior participação no índice, de acordo com a composição vigente de maio a agosto de 2019:

  1. Petrobras (PETR3 e PETR4): 11,73%
  2. Bradesco (BBDC3 e BBDC4): 10,65%
  3. Itaú Unibanco (ITUB4): 10,19%
  4. Vale (VALE3): 9,28%
  5. B3 (B3SA3): 4,77%
  6. Ambev (ABEV3): 4,76%
  7. Banco do Brasil (BBAS3): 4,23%
  8. Itaúsa (ITSA4): 3,45%
  9. JBS (JBSS3): 2,27%
  10. Lojas Renner (LREN3): 2,16%

Como você pode perceber, as quatro primeiras empresas da lista respondem por mais de 40% do índice e são, de fato, as mais negociadas da bolsa.

Como acompanhar o Ibovespa?

É possível acompanhar o desempenho do Ibovespa em tempo real pelo próprio site da B3. No entanto, as cotações das ações ali têm sempre 15 minutos de atraso, o que é um problema para quem quer investir na bolsa de valores.

Para ver as cotações em tempo real, o mais recomendado é ter acesso a uma plataforma especializada, pela qual também é possível verificar o histórico tanto do índice como um todo quanto das ações que você tiver interesse em consultar.

Por isso, pesquise as plataformas que oferecem informações completas, não apenas sobre o Ibovespa e as ações negociadas na bolsa brasileira, mas também para as internacionais e outros mercados. Assim, você pode acompanhar todos os dados necessários para tomar as melhores decisões em termos de investimento.

Agora você já sabe como funcionam os pontos do Ibovespa, quanto eles valem em dinheiro, como são escolhidas as ações que fazem parte do índice e como você pode acompanhar a evolução dele. Lembre-se: não existe substituto para o conhecimento e isso é especialmente verdade quando se trata de investimentos.

Fast Trade

Com o uso do Fast Trade, é possível montar estudos, analisar gráficos e aprofundar-se com eficiência no cotidiano da Bolsa de Valores e em suas modificações constantes – tendo assim diversos benefícios, como:

  • Simulador de Investimentos
  • Estudos Gráficos
  • Ferramentas de Análises
  • Feed de dados mais utilizado no Brasil
  • Acompanhamento em tempo real
  • Tape Reading
  • Cotações Internacionais (CFDs) e mais

Além disso, simule suas operações e teste suas estratégias todos os dias com R$100.000,00. Estamos habilitados em 13 corretoras no país, comece agora! Baixe gratuitamente!




Sobre o autor