Blog

Investidor Moderado

Investir em CDB ou LCI: qual a melhor opção para o investidor?

Por Bruna Santos
19 fevereiro 2019 - 13:25 | Atualizado em 07 julho 2020 - 11:17

Investidores estão sempre em busca de novas aplicações que entreguem os resultados esperados. Nessa procura, uma dúvida muito recorrente pode surgir: CDB ou LCI? Nem todos entendem bem as diferenças entre esses dois produtos; por isso, muitos deixam de aproveitar ótimas oportunidades de conseguir rendimentos.

Com diferentes finalidades e características, ambas as modalidades se mostram boas alternativas. Para descobrir aquela que melhor se adéqua ao seu perfil, no entanto, é indispensável conhecê-las a fundo. Continue lendo para saber mais sobre esses investimentos e decidir a melhor opção para você!

CDB ou LCI/LCA: entenda as principais diferenças

Essa é mesmo uma dúvida comum entre investidores. Talvez, as duas aplicações gerem questionamentos por serem semelhantes em um ponto: ambas são títulos de créditos emitidos por instituições financeiras.

O potencial de cada um desses produtos é bom, o que também desperta curiosidade. Vejamos com mais detalhes.

CDB

O Certificado de Depósito Bancário (CDB) é um título de renda fixa emitido pelos bancos para captar recursos financeiros com a finalidade de custear a sua atividade. As instituições precisam de dinheiro para sustentar todas as suas operações e custos administrativos. Como são altos, esses valores são obtidos por meio desse recurso.

É como se os investidores emprestassem dinheiro ao banco e, em troca, recebessem títulos que garantem um retorno futuro. Assim como há o crédito do cliente junto ao banco, nesse caso, o investidor é quem recebe juros pela operação — e é esse valor que, ao final do prazo, se torna o rendimento da aplicação.

Os juros podem funcionar de duas maneiras: prefixados ou pós-fixados. Na primeira opção, o investidor sabe exatamente qual é o percentual de retorno do rendimento antes de contratá-lo. Já no pós-fixado, os valores só são conhecidos após o período da aplicação, com percentuais atrelados ao CDI.

LCI/LCA

As Letras de Crédito Imobiliária (LCI) e as Letras de Crédito ao Agronegócio (LCA) são outros produtos de investimento bem conhecidos. Elas também são de renda fixa, no entanto, seu direcionamento é diferente do CDB. Os valores aqui também dão suporte às atividades do banco, no entanto, são direcionados a mercados específicos.

Ao comercializar essas letras, as instituições financeiras buscam captar recursos para oferecer incentivos de créditos a dois mercados: o imobiliário e o da agropecuária. A proposta é fortalecer essas economias distintas.

Quanto ao funcionamento, não há muita diferença em relação ao CDB. Tanto a LCI quanto a LCA são produtos em que o investidor empresta o dinheiro à instituição e, posteriormente, recebe seu rendimento em forma de juros da operação. E eles também são pré ou pós-fixados.

Aspectos: veja um comparativo entre as aplicações

Na hora de decidir entre CDB e LCI/LCA, fundamental mesmo é comparar as duas aplicações. Essa é a única forma de conseguir uma visão ampla e, após isso, entender como cada uma atende melhor ao seu perfil de investidor. A seguir, veja um comparativo sobre diversos aspectos dessas aplicações.

O risco das aplicações

Toda aplicação tem um risco, isso é inegável. No entanto, investimentos de renda fixa colocam o investidor em condições mais seguras, já que o seu rendimento não varia. Ainda assim, só isso não basta para se ver livre de problemas e com o capital protegido. Já pensou se, de repente, a instituição emissora do crédito quebra?

Em casos como esse, tanto o CDB quanto a LCI/LCA não apresentam riscos muito grandes, graças ao Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Esse mecanismo cobre essas três aplicações, e, em qualquer caso de falência ou incapacidade de honrar com os rendimentos, o investidor está protegido.

Ainda há, porém, um detalhe: o FGC só cobre investimentos de até R$ 250 mil. Então, se você está dentro desse limite, não precisa se preocupar. Além de casos como esses serem bem raros, esse fundo é uma segurança a mais e que tem muito valor.

A rentabilidade em cada investimento

Sem dúvidas, a rentabilidade é o primeiro ponto a se considerar ao escolher um investimento. Não importa se você decidir por CDB ou LCI e LCA: sua renda será fixa, ou seja, ao mesmo tempo em que isso significa um lucro limitado, também garante que o seu rendimento não vai variar para baixo.

Como dissemos, o CDB e as letras podem ser de renda prefixada ou pós-fixada. Além disso, existem as aplicações híbridas, que têm o juro fixo anual e contam com a variação do IPCA. Essa previsibilidade de rendimento é interessante, pois mostra o que o investidor pode esperar ao direcionar o seu capital.

Bom, falar de percentuais e números é complexo, já que os diferentes produtos oferecidos pelas instituições têm rentabilidades específicas. Vale dizer, no entanto, que eles são sempre interessantes e competitivos entre CDB e LCI/LCA.

As taxas de juros praticadas

Como descrito ao longo deste artigo, ambas as aplicações oferecem retornos atrelados ao CDI. O CDI, ou Certificado de Depósito Interbancário, é uma operação de crédito realizada todos os dias entre as instituições bancárias, e seu intuito é, basicamente, garantir que nenhum banco encerre o dia no “vermelho”.

Na verdade, existe uma lei que impede que os bancos fechem o dia com saldo negativo em caixa. Dessa forma, aqueles bancos que estiverem com dinheiro “sobrando” emprestam dinheiro àqueles que, por alguma razão, encerraram o expediente bancário do dia com saldo negativo.

Esse empréstimo é considerado de curtíssimo prazo, mas, naturalmente, quem empresta o dinheiro recebe juros como retorno. Essa operação é o chamado CDI, e o seu valor costuma ser bem próximo da Taxa Básica de Juros da economia brasileira (Selic).

Os CDBs pós-fixados oferecem aos investidores um retorno percentual do CDI, que é estabelecido pelas próprias instituições de forma autônoma. Via de regra, quanto menor for um banco, mais retorno ele tende a oferecer aos seus investidores.

Sendo assim, se você quer encontrar CDBs com maiores taxas de rentabilidade, deve fazer uma boa pesquisa antes contratar um título.

Os retornos das letras de crédito funcionam praticamente da mesma forma que os CDBs. Entretanto, se você quer saber qual é a melhor escolha — CDB ou LCI —, vale frisar que existe uma diferença crucial entre eles.

As LCIs são totalmente isentas de Imposto de Renda, enquanto os CDBs são taxados pela Receita Federal de forma regressiva ao longo do tempo, sendo a menor alíquota de 15%. Dessa forma, os retornos das Letras de Crédito Imobiliário costumam ser mais expressivos do que grande parte dos CDBs oferecidos no mercado.

O prazo de cada investimento

Seja qual for o investimento, uma variável extremamente importante para se obter bons retornos é o tempo. Afinal de contas, na fórmula principal dos juros compostos, o tempo é a variável que “eleva” a equação.

Portanto, quanto maior for o prazo dos seus investimentos, mais retorno você vai obter, independentemente de ser CDB ou LCI. Além disso, os bancos costumam elevar os retornos pagos aos investidores em títulos que vencem em períodos mais longos.

Por exemplo, CDBs de liquidez diária costumam pagar, no máximo, 100% do CDI, enquanto títulos similares com vencimentos de 1 ano rendem, em média, 110% do CDI.

As LCIs, por sua vez, não contam com títulos de liquidez diária e são consideradas mais adequadas para quem deseja poupar por, pelo menos, 6 meses, pois oferecem prazos de resgates um pouco mais longos.

A liquidez nas aplicações

A liquidez também é uma questão importante — afinal, o período em que você poderá colher os frutos da sua aplicação depende dela.

Cada investimento tem um prazo definido, mas o que é comum a CDB e LCI/LCA é a característica de serem de curto prazo. Em outras palavras, o seu retorno é rápido, indo, aproximadamente, de 30 a 60 dias.

Entretanto, existem títulos de curtíssimo prazo, como os CDBs que são de liquidez diária, com funcionamento similar à poupança e ao Tesouro Selic, e até mesmo títulos com vencimentos mais longos, de 1 a 5 anos.

A tributação em cada uma delas

A mordida do leão também é algo que merece atenção, certo? Nesse caso, CDB ou LCI e LCA proporcionam uma disputa interessante e que vai fazer você pensar. Enquanto as letras são isentas totalmente de Imposto de Renda, os CDBs sofrem com a incidência do IR. O desconto segue uma tabela que funciona de maneira regressiva com as seguintes alíquotas:

  • dinheiro aplicado por até 180 dias — tributo de 25,5%;
  • dinheiro aplicado de 181 a 360 dias — tributo de 20%;
  • dinheiro aplicado de 361 a 720 dias — tributo de 17,5%;
  • dinheiro aplicado a mais de 720 dias — tributo de 15%.

A aplicação mínima para começar a investir

Aqui, a escolha entre as modalidades fica por conta da verificação prévia de cada uma. Simplesmente, não há uma regra definida: cada produto tem a determinação de um valor mínimo para começar a investir.

Enfim, na hora de expandir a sua atuação com investimentos, busque sempre se informar ao máximo sobre os novos produtos que tem em vista! Esperamos que este conteúdo ajude você a se decidir por CDB ou LCI e LCA e que você não se esqueça de considerar o seu perfil de investidor e a sua realidade financeira para fazer a escolha certa.

Fast Trade

A Fast Trade é uma plataforma diferenciada, que oferece diversos recursos para melhorar os resultados de traders de diferentes perfis e tempo de atuação. Com o uso do Fast Trade, é possível montar estudos, analisar gráficos e aprofundar-se com eficiência no cotidiano da Bolsa de Valores e em suas modificações constantes.

Veja alguns dos benefícios trazidos por essa plataforma:

  • simulador de investimentos;
  • estudos gráficos;
  • ferramentas de análises;
  • feed de dados mais utilizado no Brasil;
  • acompanhamento em tempo real;
  • tape reading;
  • cotações Internacionais (CFDs) e mais.

Agora que você já conhece alguns dos principais fatores presentes na vida de trader, pode entender melhor esse universo e melhorar o desempenho de seus negócios. Atuar no mercado financeiro exige dedicação, conhecimento e visão estratégica, sendo assim, é essencial se manter bem informado e atento.

Se quiser otimizar os resultados e aumentar seu repertório sobre o assunto, convidamos você a fazer o download da plataforma Fast Trade e começar a operar de forma rápida e segura.




Sobre o autor