Blog

Trader

Entenda como a média móvel adaptativa pode ajudar no dia a dia do trader

Por Bruna Santos
29 junho 2020 - 12:33 | Atualizado em 29 junho 2020 - 12:33

A média móvel adaptativa é uma poderosa ferramenta para qualquer um que negocie na bolsa de valores (B3), permitindo que os traders saibam de forma precisa quando há sinalização de venda ou de compra, o que promove uma análise mais completa e exata do mercado.

Para ampliar seu conhecimento sobre análise técnica e, consequentemente, impulsionar seus resultados nas negociações, publicamos este conteúdo que esclarece o que é a média móvel adaptativa, como ela surgiu, seu funcionamento, impactos na rotina do trader e mais. Confira!

O que é e como surgiu a média móvel adaptativa?

De forma geral, as médias móveis são usadas para reduzir a quantidade de informações sobre preços e filtrar ruídos, criando um indicador de tendência sequencial que facilita a leitura pelos traders. Elas não antecipam o futuro dos preços, mas definem a direção atual.

Criada por Perry J. Kaufman, expert no desenvolvimento de algoritmos para programas de negociação, a média móvel adaptativa (MMA ) — ou adaptative moving average (AMA) em inglês —, é uma evolução dos outros tipos de média móvel, como a simples, exponencial e ponderada, que serão explicados posteriormente neste artigo.

Trata-se de um indicador cujo valor sobe para sinalizar compras e desce indicando vendas. Sua finalidade é definir a importância dos períodos a partir da volatilidade no preço de ativos.

Imagine que o preço de uma ação oscilou bastante nos últimos meses, mas essa variação diminuiu há pouco dias. O período de alta oscilação não deve ser um critério relevante para conhecer os preços atuais. A média móvel deve dar mais importância aos valores mais recentes, que traduz melhor a situação atual do ativo.

Como funciona a média móvel adaptativa na prática?

Basicamente, multiplica-se o peso dos períodos por um fator de volatilidade, concedendo mais ou menos relevância para os preços mais recentes. Para fazer esse cálculo, Perry Kaufman desenvolveu o efficiency ratio (ER) — índice de eficiência — que mede a força de uma tendência de -1 a 1. Veja como calculá-lo:

ER = (variação final do preço no período) / (soma das variações no período)

Por exemplo, se uma ação variou 8% entre a máxima e mínima por 3 dias, mas no final valorizou 5%, o cálculo será o seguinte:

ER = 0,05 / 0,08 + 0,08 + 0,08

ER = 0,05 / 0,24

ER = 0,20

O resultado avalia a proporção de movimentos direcionais e variações. Quando o ER resultar em 1.0 ou -1.0, as variações seguiram a tendência atual, mas raramente os valores extremos serão obtidos. Além do ER, o trader também deve calcular o peso do período avaliado aplicando o seguinte cálculo:

P = [(ER x (CER – CEL)) + CEL] 2

Entenda o que significa cada sigla:

  • ER: índice de eficiência já calculado;
  • CER: constante exponencial rápida da média móvel exponencial (MME);
  • CEL: constante exponencial lenta da média móvel exponencial (MME);
  • P: substitui o peso fixo que geralmente é usado na fórmula da MME.

Como a média móvel adaptativa pode ajudar na rotina do trader?

Os traders usam médias móveis para confirmar o início de uma tendência ou reversão de preços, tratando-se de um instrumento que traz mais segurança às suas negociações. O investidor poderá analisar tendências a curto e longo prazo.

Em ambos os casos, o player usa o MMA para considerar os preços mais recentes e atribui parâmetros a partir deles, conseguindo menos oscilações nos valores mais novos.

Na prática, as linhas móveis são personalizáveis nos gráficos, por isso o trader deve saber como calibrar adequadamente os esquemas para não fazer operações com atrasos e perder timing de saídas e entradas.

Entretanto, com a utilização de períodos mais curtos das médias móveis, consegue-se melhores condições para entrar agilmente nas suas operações. Por outro lado, quando se utiliza períodos mais longos, a média será menos alterada com as oscilações diárias.

Para construir uma análise mais eficiente, o trader poderá utilizar várias linhas de médias móveis no mesmo gráfico, mas será necessária uma plataforma completa para isso.

Como a média adaptativa se difere de outras?

Existem diferentes tipos de médias adaptativas que devem ser entendidos e aplicados pelos traders no mercado. Confira os principais deles a seguir.

Média móvel simples, comum ou aritmética

A média móvel simples (MMS) é usada tanto por traders iniciantes como os mais experientes no mercado. Seu cálculo é mais simples, bastando somar os fechamentos de cada e dividir pelo período total. Veja um exemplo da MMS de 20 dias:

MMS = fechamento dia 1 + fechamento dia2 + fechamento dia 3 + … + fechamento dia 19 / 20

Conforme o tempo passa, os preços antigos são substituídos por novas informações para manter o resultado atualizado. Com esse índice, você poderá:

  • minimizar os impactos da volatilidade dos preços de ativos;
  • encontrar melhor as tendências dos preços;
  • visualizar oportunidades de vendas e compras.

Média móvel ponderada

A média móvel ponderada (WMA) tem o objetivo de fornecer diferentes pesos para variadas informações. O valor dos pesos diminuirão aritmeticamente, ou seja, a ponderação reduz a cada preço anterior. Por exemplo, se o último dia tem peso x, o penúltimo dia tem peso X-1. Entenda a fórmula:

WMA = (preço x fator de ponderação) + (preço do período anterior x fator de ponderação – 1) …

Média móvel exponencial

Por fim, a média móvel exponencial (MME ou EMA) confere um peso maior para os valores mais recentes, seu objetivo é indicar uma tendência. Veja sua fórmula:

MME = P de hoje x K + MME ontem x (1 – K).

Para calcular o K, deve-se aplicar a seguinte conta:

K = 2 / N+1

Veja o que significa cada sigla:

  • N = número de dias da MME definido pelo trader;
  • P hoje = preço de hoje do ativo;
  • MME ontem = cálculo da MME realizado no dia anterior.

Qual é a importância de uma plataforma de negociação?

Calcular médias móveis pode ser uma atividade complexa, já que vários desses índices são usados simultaneamente e precisam ser atualizados diariamente.

Por essa razão que será necessário utilizar uma plataforma de negociação segura e estável, como a Fast Trade, tecnologia desenvolvida pela Cedro Technologies capaz de satisfazer as necessidades de todo tipo de trader.

Esse software disponibiliza vários recursos que permitem que o player faça análises gráficas mais completas e profundas. Confira alguns de seus recursos:

  • sistema gráfico;
  • livros de ofertas;
  • tick by tick;
  • planilhas de cotações;
  • volume at price;
  • indicador L/P diário;
  • fast quote;
  • feed de notícias.

O player precisa utilizar a média móvel adaptativa para fazer uma análise completa e atualizada. Mas com uma boa plataforma de negociação, você será capaz de usar o índice adequadamente e ainda aplicá-lo juntamente a outros indicadores, maximizando suas chances de sucesso nos investimentos.

Que tal saber mais sobre análises técnicas no mercado de ativos e a plataforma da Fast Trade? Entre já em contato conosco e tenha todas suas dúvidas solucionadas!




Sobre o autor