Blog

Investidor Arrojado

Como direcionar melhor o investimento na crise? Venha descobrir!

Por Thiago Figueiredo
28 outubro 2020 - 15:44

Em todos os momentos em que a bolsa de valores está em crise, a estratégia e a tese de investimento das pessoas que operam esse tipo de investimento é testada. Isso acontece principalmente no começo desse período, em que os mercados começam a ter grandes quedas e diversos investidores acabam vendendo suas ações com medo do que está por vir.

Portanto, para se manter bem mesmo nesses momentos, diversas características emocionais e análises profundas do mercado são necessárias. Exatamente por isso, este conteúdo vai explicar como direcionar melhor o investimento na crise. Confira!

Por que investir mesmo na crise?

Cada crise que acontece no mercado financeiro costuma ser causada por diferentes formas da anterior e, por conta disso, afeta os setores e as empresas de uma forma diferente. Contudo, no início desse período, é comum observarmos uma queda generalizada nos preços dos ativos, mesmo os que não estão sendo afetados fortemente por aquele determinado evento.

Dessa forma, existem diversas oportunidades de adquirir empresas sólidas a bons preços. Afinal, mesmo que elas tenham uma redução dos lucros e apresentem piores resultados, a tendência é que se recuperem — seja devido à gestão da empresa que faz um excelente trabalho, seja por a empresa ter um caixa relevante em suas operações e, por conta disso, pode fazer uma boa alocação dele durante a crise.

Um grande exemplo é o coronavírus, que afetou principalmente o setor de turismo e de aviação. Porém, no início da crise, vimos até empresas do setor de transmissão elétrica serem afetadas, sendo que nesse caso, o impacto do covid-19 nessas companhias é muito menor do que nas primeiramente citadas.

Como direcionar os investimentos em tempos de crise?

Conseguir direcionar da melhor forma possível os investimentos em tempos de crise pode levar a excelentes rentabilidades no médio e no longo prazo. Por isso, separamos algumas dicas a seguir.

Faça uma análise criteriosa do mercado

Fazer uma análise criteriosa não é fácil, principalmente quando você observa uma grande desvalorização do seu patrimônio. Porém, isso é necessário para entender quais setores estão sendo mais ou menos impactados, que empresas são mais resilientes e direcionar os investimentos da melhor forma na crise. Para isso, você pode utilizar as diferentes estratégias do mercado financeiro, como a análise fundamentalista, a análise técnica, entre outras.

Considere seu perfil de investidor

Para esse momento, é muito importante que você não se arrisque mais que o necessário, pois, durante uma crise, ninguém sabe ao certo quando ela pode acabar. Por diversos outros motivos, as bolsas de valores podem permanecer em queda por vários anos ou “andar de lado”. Dessa forma, o ideal é que você mantenha seu perfil de risco e só invista em ações e outros ativos mais arriscados uma porcentagem do patrimônio que sentir-se confortável.

Tenha uma reserva de emergência

Para esses momentos, o ideal é possuir um valor na sua conta como reserva de emergência. Isso porque, devido à queda dos preços das ações na crise, se por motivos de falta de dinheiro for preciso vendê-las, poderá ter grandes perdas no patrimônio.

Cabe ressaltar que as crises na bolsa significam crises na sociedade também. Portanto, é bem comum que nesses momentos várias empresas tenham que cortar funcionários do seu quadro e, dependendo da saúde financeira da companhia, você pode até ver várias delas “quebrando”.

Quais os melhores investimentos para tempos de crise?

O melhor tipo de investimento na crise são aqueles ativos que estão mais “descontados” e caíram além do que deveriam, apenas por medo dos investidores. Dessa forma, realizar a compra de ações de boas empresas, cotas de bons fundos imobiliários que caíram mais que a média e possuem um excelente potencial de recuperação no longo prazo são uma ótima opção.

Contudo, cabe ressaltar que você não deve colocar todo o seu dinheiro nesses ativos. Sempre respeite o seu perfil de risco e entenda até onde sente-se confortável investindo.

Se você quer saber o que uma carteira de investimentos bem diversificada deve conter para passar pelas crises sem uma grande queda no patrimônio, clique no link acima!




Sobre o autor