Blog

Investidor Iniciante

Como funciona a estratégia de alocação de ativos? Entenda!

Por Fast Trade
14 junho 2022 - 12:51 | Atualizado em 22 junho 2022 - 17:52
estratégia de alocação de ativos
Imagem: GettyImages

O mercado financeiro é um universo de boas possibilidades e, por oferecer excelentes rendimentos, cada vez torna-se mais atrativo. No entanto, ao contrário do que algumas pessoas pensam, não é tão simples obter os melhores resultados. Pensando nisso, elaboramos este artigo explicando para você como funciona a estratégia de alocação de ativos.

Se você deseja que suas aplicações fiquem em sintonia com seus objetivos, é muito importante ter uma divisão inteligente dos recursos, de forma que sua carteira tenha a melhor relação entre os riscos que está disposto a correr e o retorno que precisa. Quer aprender como fazer isso? Então, continue lendo!

Afinal, o que é a estratégia de alocação de ativos?

A estratégia de alocação de ativos, também chamada pelo termo inglês de “asset allocation”, nada mais é do que uma divisão inteligente dos recursos do investidor entre diferentes produtos e ações. Seu principal intuito é diversificar a carteira e conquistar um melhor equilíbrio entre os riscos experimentados e potencial de retorno financeiro.

Na prática, a estratégia de alocação de ativos permite um direcionamento inteligente da composição do portfólio, definindo como serão feitas as escolhas entre renda fixa e renda variável. No entanto, não existe uma fórmula mágica preestabelecida para isso: é preciso considerar o perfil, as metas, as necessidades e o orçamento de cada um.

Como funciona a estratégia de alocação de ativos?

Como você pôde ver no tópico acima, o asset allocation é mais uma das muitas estratégias de investimentos do mercado financeiro. Na prática, ele funciona dando diferentes pesos para cada tipo de produto, desde que estejam alinhados com o perfil e os interesses do investidor — que adota um maior critério para a construção da sua carteira de aplicações.

Para isso, são utilizados recursos como o teste de suitability (verificação a adequação do produto ao cliente) e a definição de metas financeiras. Também é preciso estipular o nível de risco que a pessoa aceita assumir. Assim, é possível decidir entre as alternativas que oferecem maior nível de segurança ou aquelas que podem oscilar, mas entregam grandes lucros.

Quais as vantagens da estratégia de alocação de ativos?

Depois de aprender o conceito de estratégia de alocação de ativos, fica mais simples compreender como ela pode beneficiar os investidores. Uma das maneiras pelas quais isso ocorre é por conta da diversificação, pois abre a prerrogativa de apostar em produtos variados e, com isso, diluir o risco e equilibrar melhor o portfólio.

Apostar no asset allocation também permite a otimização dos retornos. Isso ocorre porque, com a distribuição por pesos, mesmo alguém com um perfil bastante conservador terá uma pequena parte do seu capital em alternativas mais arriscadas. Porém, esse risco pode proporcionar uma rentabilidade bem maior, o que não ocorreria com uma carteira totalmente homogênea.

Mesmo sabendo como funciona a estratégia de alocação de ativos, não se esqueça que é importante contar com uma assessoria especializada, o que pode ajudar muito nas suas decisões e fornecer direcionamentos valiosos.

A Fast Trade é uma plataforma de negociações altamente indicada para quem opera no mercado financeiro e precisa de uma ferramenta que ofereça o máximo de dinamismo e praticidade. Clique aqui e conheça!




Sobre o autor