Blog

Trader

Analise gráfica: como identificar os sinais de reversão de tendência?

Por Rodrigo Santos
19 setembro 2018 - 19:49 | Atualizado em 24 novembro 2020 - 11:29

Saber identificar os sinais de reversão de tendência é um ponto muito importante que o trader dever ser capaz de executar para atuar com sucesso no mercado financeiro. Este fator, no entanto, tem ligação direta com o conhecimento adquirido pelo profissional, assim como sua capacidade de análises amplas e fundamentadas.

Diante da volatilidade intensa do mercado, é preciso estar preparado para reconhecer todas as possíveis reversões de tendência, a fim de potencializar os ganhos e, principalmente, evitar perdas significativas.

Neste artigo, falaremos sobre o tema e mostraremos dicas para que o trader possa entender mais sobre análise técnica, adivinhando, a partir do conhecimento apresentado, onde serão os próximos topos ou fundos de acordo com o preço de determinado ativo. Se você quiser saber mais sobre o assunto, continue a leitura e acompanhe!

Tendências de alta e baixa

As tendências de alta e baixa são formadas a partir das movimentações e estabilidades do mercado, que são muito importantes para as análises realizadas pelo trader em seu cotidiano de operações.

As tendências de alta são identificadas quando o preço de determinado ativo forma tipos e fundos ascendentes ao longo do período analisado. Já as tendências de baixa são encontradas quando os preços do ativo formam fundos e preços decrescentes em determinado tempo utilizado como referência pelo trader.

Teoria de Dow

A Teoria de Dow é considerada como base quando o assunto é análise gráfica. Formada por princípios básicos, ela é fundamental para uma atuação bem-sucedida no day trading. Os princípios que a constituem são:

Os índices descontam tudo

De acordo com a teoria, todo fator que afeta de alguma maneira a oferta de uma demanda tem reflexo no índice, que já possui seu valor e já descontou eventos futuros que podem nem acontecer.

Com isso, acontecimentos inesperados podem ser avaliados com rapidez e absorvidos de acordo com seus possíveis efeitos.

As 3 Tendências do Mercado

A movimentação do mercado acontece a partir das tendências primária (principal no mercado), secundária (impulsos que acontecem dentro da tendência primária) e terciária (movimentos menores que se comportam de acordo com as tendências secundárias).

Os movimentos seguem fases

Os movimentos do mercado seguem fases de alta e baixa, que podem variar de acordo com fatores internos ou externos — como o noticiário, entre outros exemplos.

O princípio da confirmação por diferentes índices

O princípio afirma que, para uma reversão de tendência ser válida ou haver o rompimento de seu nível de resistência/suporte, ela precisa acontecer em dois índices de diferentes composições.

O volume precisa confirmar a tendência

Espera-se que o volume acompanhe a tendência, seja ela de alta ou baixa.

Uma tendência continua até que surja um sinal de reversão definitivo

Apesar de parecer óbvio, este é um princípio importante, pois, o mercado não vai cair simplesmente por ter atingido um nível “alto demais” ou começar a subir por “já ter caído em excesso”.

Ponto de retorno

O ponto de retorno corresponde ao sinal gráfico que aponta indícios de reversão de tendência para um cenário oposto do que se está seguindo naquele momento. Ele ocorre quando uma nova força de compra ou venda é superada pela força oposta, modificando assim o preço vigente até o momento.

Os pontos de retorno podem ser de alta ou baixa. O primeiro é marcado pelo candle que tem o fechamento acima da máxima do candle responsável pela mínima da movimentação de baixa.

O segundo, por sua vez, é identificado pelo candle que fecha abaixo da mínima responsável pela identificação de movimentos de alta. Tendo em mente essas informações, fica mais fácil localizar os pontos de reversão de tendência, assim como visualizar quando cada um acontece.

Padrão de tendência ombro-cabeça-ombro (OCO)

Este padrão gráfico de reversão de tendência aponta que, depois de uma alta prolongada, certamente vai chegar o momento em que ocorrerá uma mudança de padrão — na qual preço do ativo, que até então estava em sentido crescente, passa a tentar sem sucesso fazer um novo topo acima do que tinha realizado até então.

Com isso, ele começa a cair, indicando assim a reversão da tendência apontada no gráfico por uma figura conhecida como “cabeça-ombro-cabeça”. Ela serve para indicar que, provavelmente, o mercado vai deixar de fazer fundos e topos ascendentes e vai passar a adotar ações no sentido contrário.

Como operar quando este padrão for identificado?

Quando o padrão gráfico for identificado, é aconselhável que o trader trace uma linha de fundos consecutivos e enxergue onde acontece seu rompimento, uma vez que o momento pode indicar boas oportunidades de negócios. A projeção de alvo deve ser feita a partir da projeção da distância do topo mais alto (cabeça do gráfico).

Padrão de tendência Ombro-Cabeça-Ombro Invertido (OCOI)

Depois de um período prolongado em que predominou uma tendência de baixa, é provável que aconteça, em algum momento, uma mudança no padrão, quando o preço do ativo que até então estava em queda tenta sem sucesso descer mais do que o fundo mais baixo.

Com isso, ele fica acima do anterior e começa a subir, indicando reversão para tendência de alta. A figura formada, chamada de “ombro-cabeça-ombro invertido”, aponta que o mercado está deixando de fazer topos e fundos decrescentes e passa a agir na direção contrária.

Como operar quando este padrão for identificado?

Quando o padrão gráfico for identificado, é aconselhável que o trader trace uma linha de fundos consecutivos e enxergue onde acontece seu rompimento, uma vez que o momento pode indicar boas oportunidades de negócios. A projeção do alvo deve ser feita a partir da projeção da distância do fundo mais baixo (cabeça do gráfico).

Neste artigo, falamos sobre a importância do trader saber identificar possíveis sinais de reversão de tendência no preço de determinado ativo quanto antes, com o objetivo de aproveitar as oportunidades decorrentes de cada momento.

Agora que você já sabe como as tendências de reversões podem ser identificadas, compartilhe este artigo em suas redes sociais para que seus amigos e familiares também possam aumentar seus conhecimentos e otimizar os resultados!




Sobre o autor