Economia

XP Investimentos reitera a “compra” da Ambev e eleva o preço-alvo a R$20,00

Por Fast Trade
01 junho 2021 - 16:59 | Atualizado em 01 junho 2021 - 18:24
Ambev (ABEV3)

A XP Investimentos divulgou sua recomendação de “compra” para as ações da Ambev (ABEV3), após incorporar em suas projeções os resultados do primeiro trimestre.

Fazendo uma projeção muito otimista para o desempenho do ativo, a corretora elevou o preço-alvo de R$17,00 para R$20,00. Isto porque, os analistas acreditam no aumento do consumo de bebidas com a reabertura de bares e restaurantes, mesmo durante a pandemia.

Acima de tudo, a excelente performance da companhia em todos os fronts levou a XP a atualizar suas projeções para o restante do ano. Dessa forma, existe uma crença na capacidade da Ambev em capturar valor por meio de inovação e diversificação do mix de portfólio.

Guia completo para obter sucesso na Bolsa de Valores

Além disso, a empresa de bebidas conta com uma boa participação de marcas de valor agregado e continua investindo na parte comercial, explorando a demanda de e-commerce trazida pelos aplicativos Zé Delivery e BEES.

Aplicando uma nova visão de negócio, a Ambev deve ampliar a sua presença digital, adicionando descontos inteligentes e também algoritmos para recomendação de novos produtos.

Como resultado, a previsão é que a companhia obtenha maior volume de vendas e consiga trabalhar preços mais competitivos.

Estimativas para o mercado de bebidas após a vacinação

De acordo com a XP, assim que o número de vacinados aumentar e o funcionamento de bares e restaurantes voltar ao normal, é provável ver uma melhora nas margens da Ambev.

Da mesma forma, a corretora explicou que o lucro das bebidas vendidas nos estabelecimentos é maior do que os das bebidas vendidas em supermercados, pois, não há uma reutilização das embalagens.

Vale destacar que a Ambev está presente em diversos países, como Argentina, Panamá, Canadá, etc, atuando com produtos diversificados para diferentes públicos.

Guia de A a Z de como se tornar um trader

Assim, a cerveja é apenas um produto que corresponde cerca de 50% do resultado da empresa. Os outros 50% são compostos por vários outros produtos, inclusive bebidas não alcoólicas no Brasil.

Ao mesmo tempo, a companhia fornece bebidas em outras regiões, como Paraguai e Argentina, que estão mostrando sinais de recuperação na América do Sul.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

XP Investimentos reitera a “compra” da Ambev e eleva o preço-alvo a R$20,00

Leia também:

Com foco no agronegócio, Banco do Brasil bate recordes de crédito no Plano Safra

Crescimento do PIB no 1º trimestre é visto como retomada da economia

Bolsa brasileira renova a máxima intradiária de olho no PIB; dólar cai


Sobre o autor