EmpresasHome

XP Investimentos diz que Petrobras pode vender pelo menos R$77 bilhões em ativos

Por TradersClub
26 agosto 2019 - 10:42

A XP Investimentos espera que a Petrobras venda entre R$77 bilhões e R$91 bilhões em ativos não essenciais como parte do seu programa de desinvestimentos, mostrando o compromisso da estatal com a redução do endividamento e o maior foco em negócios considerados mais rentáveis.

O relatório dos analistas da XP, liderados por Gabriel Francisco, veio após a Petrobras informar que um consórcio liderado pela Itaúsa fez a melhor proposta para aquisição do controle da distribuidora de gás de botijão da estatal. Segundo matérias da imprensa, o consórcio Itaúsa-Copagaz ofereceu cerca de R$3,5 bilhões pelo ativo – quase 1,5 vez mais do que a XP acha que vale a Liquigás. Segundo a imprensa, a Petrobras esperava que os lances ficassem abaixo dos R$3 bilhões. Hoje a Itaúsa, holding das famílias Setubal e Villela, confirmou que fez oferta vinculante pela Liquigás.

Embora a Liquigás “seja menos representativa em nossas estimativas para o programa de venda de ativos da Petrobras, vemos a notícia como positiva, sinalizando o comprometimento da administração com a redução do endividamento”, disse a XP no relatório. Para Francisco e sua equipe, a Liquigás deve valer entre R$2 bilhões e R$2,2 bilhões, com a venda implicando uma elevação de R$0,13 a R$0,14 nos preços-alvo da Petrobras. A XP Investimentos reiterou recomendação de compra para as ações.

Outros concorrentes incluíram um grupo liderado pela Mubadala e outro capitaneado pela holandesa SHV. A Liquigás abastece cerca de 35 milhões de residências com gás engarrafado – a única fonte de gás de cozinha para milhões de consumidores no Brasil. A Liquigás possui 22% do mercado, atrás da Ultragaz, com 24% de participação.


Sobre o autor