Empresas

Vibra e Prisma anunciam parceria para a formação de Fundo de Investimento Imobiliário

Por Fast Trade
07 fevereiro 2022 - 14:54 | Atualizado em 07 fevereiro 2022 - 16:14
Vibra Energia

A distribuidora Vibra e a Prisma Capital anunciaram uma parceria para a formação de um Fundo de Investimento Imobiliário (FII). O negócio firmado pelas duas empresas é composto por um acordo de investimentos e um contrato de consultoria vinculantes.

Nesse contexto, o principal objetivo do FII é receber o aporte de imóveis da Vibra, auxiliando no processo de otimização da carteira de imóveis da companhia. Além disso, o acordo está em sintonia com os planos da distribuidora de maximizar a geração de valor aos acionistas e aprimorar as práticas de ESG.

+ Calendário do Trader 2022: Baixe agora!

Vale lembrar que esta é uma operação que apresentará capilaridade nacional, englobando o aporte e a gestão de um portfólio que pode abranger até 238 imóveis.

Desse modo, a monetização dos imóveis deve ocorrer em até 3 etapas: Em primeiro lugar, haverá o aporte de imóveis da Vibra no FII, em seguida, a Prisma Capital realizará a aquisição de 15% das cotas e, por último, a parceira assumirá a gestão dos ativos.

No entanto, ainda há a possibilidade de monetização imediata de parte dos imóveis por meio de uma venda direta aos atuais operadores dos postos. Nesta alternativa, os imóveis poderiam ser alienados mesmo antes do aporte no fundo, sendo que, em qualquer caso, haveria salvaguardas contratuais.

Listagem do fundo e projeções de ganhos

O fundo pode ser listado no mercado a partir de janeiro de 2024, sendo negociado junto ao público geral, ocorrendo uma monetização integral ou parcial. Assim, o valuation de entrada desta operação considera a totalidade dos imóveis, no montante de R$ 643,6 milhões, segundo cálculos da Vibra.

Por sua vez, a distribuidora acredita que o conhecimento e a expertise da Prisma podem trazer ganhos e sinergias importantes para o seu portfólio e os seus parceiros comerciais, além de se traduzir em um upside adicional ao ativo, quando este for ao mercado.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Acima de tudo, o Citi avaliou o acordo como positivo, prevendo que pode chegar a R$ 1 bilhão no futuro, caso enfatize a eficiência. Da mesma forma, a equipe de análise acredita que os ativos de logística e infraestrutura também podem ser incluídos posteriormente.

“É importante notar que a Vibra atualmente tem 688 propriedades e a maioria delas não está incluída na iniciativa, o que pode gerar potencial futuro” – disse o relatório do banco. Por isso, o Citi tem recomendação de “compra” para as ações da Vibra Energia (VBBR3), com preço-alvo de R$ 33.Desse modo

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Vibra e Prisma anunciam parceria para a formação de Fundo de Investimento Imobiliário (FII) 

Leia também:

Bolsa brasileira opera volátil com foco no exterior e em Brasília; dólar cai

BB Seguridade informa lucro líquido de R$ 1,226 bilhão no 4º trimestre de 2021


Sobre o autor