Economia

Vendas no varejo avançam 0,6%, mas maioria das atividades têm queda

Por Fast Trade
14 janeiro 2022 - 10:53 | Atualizado em 14 janeiro 2022 - 12:20
Ibovespa futuro sobe com varejo

O volume de vendas no varejo teve avanço de 0,6% em novembro em relação a outubro. Já na comparação com o mesmo período em 2020, o indicador teve contração de 4,2%. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

No ano até novembro, o indicador tem expansão de 1,9%, ao mesmo tempo, nos últimos doze meses, o crescimento é de, também, 1,9%.

De acordo com o consenso Refinitiv, o mercado esperava que o índice ficasse estável em novembro no comparativo mensal e que recuasse 6,5% entre os anos.

+ Guia completo de como ter sucesso nas operações de Day Trade – Baixe agora!

Indicador por atividades

Embora o índice tenha apresentado variação positiva, cinco das oito atividades pesquisadas tiveram queda no volume de vendas. Os destaques positivos que puxaram para cima o indicador foram: 

Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo (0,9%), artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos (1,2%) e outros artigos de uso pessoal e doméstico (2,2%).

Por outro lado, houve queda nas atividades: vendas de móveis e eletrodomésticos (2,3%), tecidos, vestuário e calçados (-1,9%), combustíveis e lubrificantes (-1,4%), livros, jornais, revistas e papelaria (-1,4%). Além disso, em baixa, mas quase estabilidade, ficou a atividade escritório, informática e comunicação ( -0,1%).

Black Friday

“O que vimos foi uma Black Friday muito menos intensa, em termos de volume de vendas, do que a de 2020, quando esse período de promoções foi melhor, sobretudo para as maiores cadeias do varejo”, disse Cristiano Santos, gerente da pesquisa.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

“Isso se deve, em parte, pela inflação, mas também por uma mudança no perfil de consumo, já que algumas compras foram realizadas em outubro ou até mesmo no primeiro semestre, quando houve maior disponibilidade de crédito e o fenômeno dos descontos. Isso adiantou de certa forma a Black Friday para algumas cadeias”, completou.

Por fim, o volume do varejo ampliado teve crescimento de 0,5% puxado por veículos, motos e peças (0,7%) e material de construção (0,8%).

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Vendas no varejo avançam 0,6%, mas maioria das atividades têm queda

Leia também:

brMalls recusa proposta de fusão da Aliansce Sonae


Sobre o autor