EconomiaMercados

Vendas de aço devem recuar 5,0% na base mensal em junho

Por TradersClub
22 junho 2022 - 11:30 | Atualizado em 22 junho 2022 - 12:46
Vendas de aço

As vendas de aço brasileiro devem recuar 5,0% na base mensal em junho, em razão da volatilidade de preços dos produtos siderúrgicos no mercado internacional e do dólar, o que dificulta as negociações e a montagem de estratégias de proteção cambial, disse ontem o presidente do Instituto Nacional dos Distribuidores de Aço, Carlos Loureiro.

+ Inscreva-se para a segunda edição do Invest Day!

Em maio, as vendas de aços planos subiram 3,1% em relação a abril e atingiram 312 mil toneladas. Em comparação com o mesmo mês do ano passado, recuaram 2,6%.

A tendência de desaquecimento prevista para junho deve permanecer ao longo do segundo semestre, em linha com a expectativa de maior volatilidade às vésperas das eleições de outubro. “As usinas preveem alta de 2% a 3% no consumo aparente de produtos siderúrgicos em 2022, mas isso se deve à base comparativa mais fraca no mesmo período do ano passado”, pontuou Loureiro.

Para o presidente do Inda, dificilmente haverá novas altas de preço do aço no segundo semestre e o dólar é o fator que mais deve influenciar as futuras cotações do produto.

A recente queda nos preços do minério de ferro e do carvão no mercado internacional favoreceu a indústria, diante do aumento do preço de venda de aço em relação a seus principais insumos.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então assine a newsletter Fast Break e receba as notícias mais relevantes do momento!

Vendas de aço devem recuar 5,0% na base mensal em junho

Leia também:

Commodities e bolsas mundo afora pressionam Ibovespa futuro

Embraer: Eve assina acordo para venda de 40 eVtols e expansão de centro de serviços em Sorocaba


Sobre o autor