Ações

Valor de mercado: empresas de capital aberto perdem, desde janeiro, mais que 11 vezes do PIB brasileiro

Por Bruna Santos
22 abril 2020 - 07:15 | Atualizado em 25 abril 2020 - 10:58
Valor de mercado

No total, todas as empresas globais de capital aberto acumulam uma perda de US$ 15,7 trilhões em valor de mercado. Segundo a Bloomberg, essa queda aconteceu após as companhias atingirem o pico de US$ 89 trilhões em janeiro deste ano.

Esse montante compreende até mesmo a recente e gradativa retomada dos mercados, puxados em sua maioria pelos principais índices americanos. Vale lembrar que os EUA divulgaram um plano para a reabertura dos mercados e que a notícia foi bem recebida pelos mercados internacionais.

Assim, o acumulado perdido globalmente em valor de mercado equivale a, aproximadamente, 11 vezes o PIB do Brasil em 2019. De acordo com o IBGE, o PIB brasileiro contabilizou R$ 7,3 trilhões no ano passado.

A contração em valor de mercado dessas empresas pode ultrapassar os US$ 50 trilhões no mesmo período, segundo Otavio Costa. Para o gestor da Crescat Capital, esse salto engloba a desvalorização das ações, mas também do private equity e commodities. Na avaliação dele, “a gente ainda não atingiu o fundo do poço”.

Em contrapartida, o Goldman Sachs avalia que, sim, o pior já passou, mesmo que apenas para o mercado acionário norte-americano. Isso, contudo, apenas será sustentado se os Estados Unidos não enfrentarem uma segunda onda de contágios pelo novo coronavírus (Covid-19).

Com a previsão de reabertura da economia para maio, as Bolsas americanas devem testar o novo cenário muito em breve.

Valor de mercado na B3

Valor de mercado na B3

Petrobras cresce em R$ 37 bilhões nos primeiros dias de abril

Empresas de capital aberto nacionais perderam, juntas, R$ 1,561 trilhão

CVC, Gol e Azul acumulam perda de R$ 29 bi em valor de mercado


Sobre o autor