EconomiaHome

Setor de serviços cresce 0,3% em abril após três perdas consecutivas, aponta IBGE

Por Eloiza Amaral
13 junho 2019 - 10:54
Inflação medida pelo IPC-S fecha junho com queda de 0,02%, aponta FGV

O setor der serviços no Brasil teve alta de 0,3% em abril após três meses consecutivos de perdas no indicador. As informações foram divulgadas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística nesta quinta feira (13).

O recuo do primeiro trimestre acumulou perda de 1,8%, e o resultado de abril foi o pior para o mês desde 2016, quando o indicador registrou redução de 1,5%. Na comparação anual, o resultado é 0,7% menor do que o do mesmo período de 2018.

O IBGE ainda aproveitou para revisar os resultados de janeiro e março, e descobriu que as perdas foram mais acentuadas do que as divulgadas anteriormente, indo de -0,4% para -0,6% janeiro e de -0,7% para -0,8% em março.

Em termos setoriais, três das cinco atividades cresceram em abril frente a março, com destaque para serviços de informação e comunicação (0,7%), serviços profissionais, administrativos e complementares (0,2%) e serviços prestados às famílias (0,1%).

Shows e espetáculos também foram fundamenteis para um melhor resultado em abril, também por conta de envolver serviços prestados às famílias, que incluem as atividades de hospedagem, alimentação e gestão de espaços para eventos,

“Observamos um aumento nas atividades hoteleiras e de alimentação relativas à realização de grandes espetáculos no período, em especial o Lollapalooza, em São Paulo, e o Cirque du Soleil, no Rio de Janeiro”, destacou Rodrigo Lobo, gerente da pesquisa do IBGE.

Por outro lado, os transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (-0,6%) e os outros serviços (-0,7%) mostraram os resultados negativos desse mês.

Veja a variação do volume de serviços em abril, por atividades:

Serviços prestados às famílias+0,1%
Serviços de alojamento e alimentação-0,8%
Outros serviços prestados às famílias+4,7%
Serviços de informação e comunicação+0,7%
Serviços de tecnologia da informação e comunicação-0,1%
Telecomunicações+0,1%
Serviços de tecnologia da informação+0,2%
Serviços audiovisuais+1%
Serviços profissionais, administrativos e complementares+0,2%
Serviços técnico-profissionais+0,4%
Serviços administrativos e complementares+1,9%
Transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio-0,6%
Transporte terrestre-1%
Transporte aquaviário0,9%
Transporte aéreo-9,9%
Armazenagem, serviços auxiliares aos transportes e correio0%
Outros serviços-0,7%

Sobre o autor