Agronegócio

Senador dos Estados Unidos quer embargar importação de carne bovina do Brasil

Por Fast Trade
19 novembro 2021 - 06:06 | Atualizado em 19 novembro 2021 - 08:55
Créditos: shutterstock.com

O senador do partido democrata norte-americano Jon Tester, apresentou na quinta-feira (18) proposta de lei para suspender a importação de carne bovina do Brasil. De acordo com Tester, o Brasil teria demorado a notificar a Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) sobre dois casos de “vaca louca” confirmados em setembro.

Na medida há, além disso, a demanda para que os especialistas revisem a segurança com as commodities. No caso do Brasil, o atraso no aviso à autoridade de regulação “quebrou a confiança”. 

“Isso tem sido uma ocorrência rotineira. O Brasil também esperou meses ou até anos para relatar casos semelhantes em 2019, 2014 e 2012”, completou o senador.

+ O que ninguém te conta sobre os investimentos em ações

De acordo com analistas, Tester cede a pressões políticas de produtores de gado nos Estados Unidos. Esses pedem a suspensão da importação de carne bovina alegando que são suspeitos os processos do país para detectar doenças animais e outras possíveis ameaças.

Diante disso, Tester pede o embargo até que especialistas tenham condições de fazer uma “revisão sistemática da segurança do produto”. 

“Embora casos raros e únicos de EEB (encefalopatia espongiforme bovina, ‘Vaca Louca’) atípica não indiquem necessariamente problemas sistêmicos com a saúde do rebanho bovino brasileiro, atrasos repetidos nos relatórios sugerem um regime de segurança alimentar excessivamente frouxo”, argumenta o parlamentar.

Embargo da China e expansão ao mercado norte-americano

Vale ressaltar que o embargo de carne bovina para a China já dura mais de dois meses. Isso mesmo depois que o relatório da OIE afirmou que o risco de contaminação do rebanho brasileiro era “insignificante”.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Os frigoríficos brasileiros, contudo, conseguiram expandir os negócios para o mercado norte-americano. Nos sete primeiros meses do ano houve alta de 36% nas exportações aos Estados Unidos de carne bovina e derivados em relação ao mesmo período no ano anterior.

“Há uma ameaça clara associada às importações de carne bovina brasileira que precisamos interromper imediatamente. A criação de um grupo de trabalho permitirá que todos os interessados tenham voz na avaliação da ameaça aos produtores e consumidores americanos”, disse, por fim, Leo McDonnell, diretor da Associação de Pecuaristas dos Estados Unidos.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Senador dos Estados Unidos quer embargar importação de carne bovina do Brasil

Leia também:

Em quarta alta consecutiva, dólar fecha a R$ 5,56 de olho nos precatórios


Sobre o autor