HomeMercados

Semana começa em tom positivo mundo afora; mercado de olho em reforma, Bolsonaro

Por TradersClub
11 março 2019 - 10:15

Os mercados globais mostravam desempenho positivo, apesar do clima de cautela que ainda impera no aguardo de definições sobre as conversas comerciais entre os Estados Unidos e a China, a votação sobre o Brexit no Parlamento britânico e alguns dados econômicos vindos da China. O petróleo sobe à espera da divulgação do relatório mensal da Opep e o dólar americano continuou sua escalada, tocando a máxima de três meses, primordialmente por conta das crescentes preocupações sobre o estado da economia mundial. Não se esqueça que a Bolsa de Nova Iorque passa a operar das 10h30, horário de Brasília, até 17h00 a partir de hoje – os EUA entraram no horário de verão neste domingo. O pregão da bolsa em São Paulo funciona das 10h00 até às 17h00, com after-market até as 18h00.

Manual do Imposto de Renda para Investidores

No cenário interno, a reforma da Previdência atrai todas as atenções do investidor, que continua receoso com o recente aumento da aversão ao risco no mundo inteiro. A semana deve ser relativamente ativa no noticiário sobre o projeto, com a instalação da CCJ da Câmara com um dos destaques, que deve dar uma ideia ao mercado em relação ao timing da tramitação da medida. Na agenda de divulgações, o relatório Focus e os números de produção e venda de veículos da Anfavea atraem os holofotes, enquanto Vulcabras, São Carlos Empreendimentos e MDias Branco são algumas das companhias que reportam seus balanços do quarto trimestre – depois do fechamento.

Começou

Após cinco quedas seguidas na semana passada, hoje os índices das Bolsas de Nova York voltaram a subir. Mas, apesar da escalada em algumas Bolsas, o acidente com avião 737 Max da Ethiopian Airlines colocam a Boeing sob pressão, com a China que deverá impedir voos do modelo, gerando uma tensão internacional.

Por aqui, Paulo Guedes faz o trabalho de animar o mercado com entrevistas e falas de que a aprovação da reforma da Previdência está logo ali. Se tudo ocorrer conforme o previsto, a instalação da comissão estará pronta para iniciar o trâmite de início da reforma na quarta-feira (13). Por isso, aguardamos com um olho no Twitter e outro nos discursos. Que comece 2019.

Glenda Ferreira – Economista e bacharel em Relações Internacionais pela Facamp, tem experiência em planejamento financeiro. Atualmente é Especialista em Investimentos na Levante Ideias de Investimentos.

O investidor deve repercutir a notícia de que a reunião do fim de semana entre o presidente Jair Bolsonaro – que de novo entrou em confusões no seu Twitter – e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, trouxe algumas coisas positivas: Bolsonaro não irá se opor a nomeações políticas em cargos federais nos Estados enquanto as posições sejam ocupadas por pessoas idôneas; Maia prometeu engajamento e mostrou otimismo com a tramitação da matéria, segundo a agência Broadcast. Bolsonaro deve se reunir com Guedes para discutir o tom da articulação política no Congresso e outros temas, no meio da tarde. Os deslizes de Bolsonaro no Twitter podem de novo criar algum ruído, mesmo depois dele priorizar a reforma da Previdência em seus discursos na semana passada.

Reforma da Previdência: O Futuro Dos Investimentos No Congresso Nacional

No front corporativo, destacam-se notícias da Petrobras – que vislumbra dois de seus maiores desinvestimentos nos próximos 30 dias e anunciou um corte de custos sem precedentes. Outros destaques incluem a reestruturação do banco de atacado do Bradesco, a investigação da CVM no BTG Pactual relacionada a uma participação na Gerdau e o esquema de pirâmide financeira no Rio de Janeiro que respingou na XP Investimentos. Não perca de vista o exterior: a semana que passou foi a pior para as bolsas mundiais neste ano – o que faz pensar que é necessário um ambiente favorável mundo afora para que os ganhos nos mercados locais se sustentem.

E-book: Guia completo e definitivo da Previdência Privada


Sobre o autor