HomePolítica

“Se alguém entrar na sua casa, tem que descarregar nele”, defende Bolsonaro

Por Pablo Vinicius Souza
13 maio 2019 - 10:32

A polêmica do decreto de porte de armas assinado na última semana ganhou um novo capítulo após Bolsonaro participar do programa Domingo Esportivo, da Rádio Bandeirantes.

O presidente justificou a assinatura em cima da vontade popular, assim como ao respeito do direito legítimo de defesa pessoal.

“Sei que se um homem entrar na minha casa, é para barbarizar, então é para meter chumbo mesmo”, defendeu.

A medida, no entanto, autorizou mais do que o porte de armas dentro da residência do cidadão comum.

Agora, a classe de caminhoneiros deve passar a rodar armados pelas estradas, de acordo com dirigentes de entidades da categoria.

Além disso, crianças e adolescentes não precisarão do aval da Justiça para praticar tiro esportivo.

Leia mais:

Saiba quais são os principais compromissos econômicos globais para esta segunda-feira

Tabela do imposto de renda para 2020 pode ser corrigida pela inflação, segundo Bolsonaro

Bolsonaro indicará Sergio Moro ao Supremo Tribunal Federal na primeira oportunidade

Tesouro Direto pagará R$ 9 bilhões em maior vencimento de títulos da história

Uber bate marca de pior oferta pública inicial de ações (IPO) já registrada, diz especialista

Caixa Econômica Federal inicia processo de IPO da operação de seguro

Banco do Brasil diverge sobre valor da Neoenergia: mercado espera pagar menos

Incorporação entre Mills e Solaris diversifica e alcança valor de mercado de R$ 1,2 bilhão


Sobre o autor