HomeMercados

Saiba quais são os principais compromissos econômicos globais para esta segunda-feira

Por Pablo Vinicius Souza
20 maio 2019 - 10:18
Nossa agenda local de indicadores econômicos tem como destaque a divulgação da Pesquisa Mensal do Comércio de setembro do IBGE.

Nos Estados Unidos, destaque para o primeiro discurso do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell.

Internamente, destaque para a publicação da prévia do IGP-M de maio, pelo FGV.

Posteriormente, o Banco Central divulgará o tradicional boletim Focus.

O mercado acredita em uma nova revisão para baixo do PIB, assim como de um eventual corte na taxa Selic.

Ainda na manhã de hoje, a Confederação Nacional da Indústria (CNI) publica o índice de confiança do empresário.

Na China, o setor siderúrgico alcançou um novo recorde e pela primeira vez após sua produção anualizada superar o 1 bilhão de toneladas de aço no mês de abril.

Guerra dos tronos

O cenário exterior abre a semana com a mesma tensão dos últimos meses: guerra comercial – que se entende por muito mais tempo do que o imaginado. Dessa vez, Trump ameaçou não apenas a gigante de tecnologia, Huawei, como empresas que fazem parte de sua cadeia de suprimentos. Como ele vê a economia norte-americana mais forte do que a chinesa, acredita que pode estender as negociações por mais tempo até que a fragilidade do dragão chinês coopere para um acordo. Não acredito – nem o restante dos investidores – que seja a melhor estratégia de negociação, por isso, mais impasses devem vir por aí.

Em terras tupiniquins, Brasília está mais agitada do que nunca. Agora, não sabemos nem se o projeto que já tramita no Senado, será levado adiante ou se um novo será pautado pelo Centrão. O assunto tem gerado controvérsias e promete dar pano para manga durante a semana, com o governo demonstrando cada vez mais sua inabilidade política e que a reforma pode gerar uma economia bem menor do que o previsto inicialmente. Com o dólar em escalada, já acima dos 4 reais, o Banco Central decidiu que é hora de agir e irá realizar até quarta-feira seis leilões de linha.

E eu com isso?

Após mais de 4,5 por cento de queda na última semana do Ibovespa, não espero uma semana mais calma. Com a agenda lotada de incertezas e ainda com vencimento de opções, o que não faltará será volatilidade nesta segunda-feira.

Por Glenda Ferreira – Especialista em Investimentos na Levante Ideias de Investimentos

Leia mais:

‘A situação é uma economia na UTI’, afirma Contas Abertas sobre contingenciamentos

Reforma da Previdência: relator busca medidas para simplificar regras de transição

Reforma tributária: projeto pode unificar impostos federais

Flávio Bolsonaro: Justiça amplia quebra de sigilo fiscal e determina acesso a notas fiscais

‘Escolhido por Deus’ para comandar ‘um País ingovernável’, endossa Jair Bolsonaro

Resultado corporativo: Springs reverte prejuízo e obtém lucro líquido de R$ 159 milhões

Resultado corporativo: câmbio e venda da Fibria impactam balanço da Votorantim


Sobre o autor