Agronegócio

Safra de Grãos 2020/21: produção deve chegar a 268,3 milhões de toneladas

Por Fast Trade
12 fevereiro 2021 - 08:00 | Atualizado em 12 fevereiro 2021 - 08:35
grãos e oleaginosas; produção de soja; safra de grãos

A Safra de Grãos do biênio 2020/21 deve crescer 4,4% em volume na comparação com o montante apurado em 2019/20. De acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o Brasil deve produzir 268,3 milhões de toneladas na safra corrente.

Conforme mostra o 5º Levantamento da Safra de Grãos 2020/21, o salto entressafra deve corresponder a 11,4 milhões de toneladas. Assim também, o recente levantamento indica um ganho de 3,5 milhões de toneladas na comparação com a pesquisa anterior.

Nesse sentido, o resultado é sustentado, acima de tudo, pelo aumento na área de plantio do milho (+4,4%). Vale destacar que essa cultura ainda está em semeadura, segundo a Conab.

Ainda assim, os números são otimistas, inclusive para a área total plantada, estimada em 67,7 milhões de hectares. Quando comparado à Safra de Grãos anterior, evidencia-se um crescimento de 2,7%.

Na primeira safra, a área cultivada do milho apresentou um decréscimo de 0,8%. No total, a produção deve somar 23,6 milhões de toneladas.

Para o consolidado da primeira, segunda e terceira Safra de Grãos 2020/21, a expectativa é que a produção total contabilize 105,5 milhões de toneladas. Se confirmado, o resultado será recorde e vai superar em 2,9% a área cultivada em 2019/20.

Além disso, a Conab elevou a previsão de consumo de milho no país entre 2020/21, para 72,1 milhões de toneladas.

+ Guia do Investidor Iniciante: acesse o material gratuito.

Soja

Apesar do atraso na colheita da soja devido a problemas climáticos, as chuvas melhoraram as perspectivas da safra da oleaginosa.

Diante desse cenário, a Conab projetou que o Brasil, maior produtor e exportador global da soja, deve atingir um recorde na Safra de Grãos 2020/21.

No total, a companhia estima que o Brasil vai colher 133,8 milhões de toneladas, impulsionado pela regularização do clima. Como resultado, a produção 2020/21 seria histórica e marcaria um aumento de 7,2% ante a safra 2019/20.

As exportações de soja, por sua vez, foram estimadas em aproximadamente 85,6 milhões de toneladas, praticamente estável projeção anterior.

Essa projeção mostra que a oleaginosa manteve a tendência de crescimento na área cultivada. Com a projeção de 38,3 milhões de hectares, o indicador representa um salto de 3,6% em relação à Safra de Grãos anterior.

+ Derivativos – O guia definitivo para começar a investir: confira!

Outras culturas da Safra de Grãos 2020/21

Ainda de acordo com a Conab, a safra do feijão deve crescer 0,6% na área e produção estimada em 1 milhão de toneladas. No total, quando somadas as três safras, este número de produção passa para 3,2 milhões de toneladas.

Em contrapartida, a safra de arroz deverá contrair 2,3% na área cultivada, totalizando 1,7 milhão de hectares e 10,9 milhões de toneladas na produção.

O algodão, por sua vez, mostra uma concentração do plantio em janeiro, e previsão de queda de 13,1% na área e 16% na produção.

Confira o levantamento da Conab e acesse o boletim completo sobre a Safra de Grãos 2020/21.

Por fim, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) estimou uma produção de 2,7 milhões de toneladas de café para o ano corrente, um montante 27,3% inferior ao montante apurado no ano imediatamente anterior.

Em janeiro, a projeção do IBGE para a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas foi recorde para este ano (262,2 milhões de toneladas). Continue acompanhando o portal Fast Trade para mais destaques da Safra de Grãos.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader: baixe gratuitamente!

Leia também:


Sobre o autor