Política

Renúncia de Sérgio Moro repercute no mundo; saiba quem deve substituí-lo

Por Bruna Santos
27 abril 2020 - 07:39 | Atualizado em 27 abril 2020 - 11:33

A renúncia de Sérgio Moro foi pauta nos principais veículos internacionais, entre eles o The Guardian e BBC, por exemplo.

Primeiramente, o britânico The Guardian se referiu ao ex-ministro como um herói para muitos brasileiros de direita. Ele ainda se referiu a Sérgio Moro como uma figura de “ódio” para outros tantos da esquerda.

Na BBC Londres, a notícia é que Moro acusou Bolsonaro de se intrometer nos esforços da PF contra a corrupção. Moro ainda foi lembrado como uma poderosa figura anticorrupção na matéria que anunciou sua renúncia no The New York Times.

De acordo com o argentino Clarín, a renúncia de Moro causou comoção no Brasil e, portanto, até mesmo os simpatizantes do governo de Jair Bolsonaro ficaram indignados com o ocorrido.

Para o presidente e fundador da consultoria de risco político Eurasia, Ian Bremmer, a demissão de Moro ocorreu porque investigações da Polícia Federal “estavam chegando muito perto da família do presidente”.

No Twitter, o cientista especializado em risco político global, afirmou que “Moro forneceu credibilidade anti-corrupção para a Administração”. Além disso, ele classificou a renúncia de Sérgio Moro como uma “mudança perigosa em meio a uma pandemia mal administrada”.

No final de semana, Bolsonaro e Moro trocam farpas no Twitter. Outro destaque que repercutiu foi o nome do provável sucessor de Valeixo, ex diretor-geral da Polícia Federal que foi exonerado pelo presidente e, consequentemente, levou à renúncia de Sérgio Moro.

Alexandre Ramagem, o chefe da agência de inteligência do Brasil, pode ser anunciado para assumir o cargo em aberto. Assim também, o governo pensa no substituto de Moro e Jorge Oliveira, da Secretaria-Geral da Presidência, deve ser anunciado.

Ambos estão sendo considerados muito próximos da família Bolsonaro por grandes jornais. A nomeação do novo diretor ainda depende de publicação no Diário Oficial da União.


Sobre o autor