HomePolítica

Recriação do Ministério da Segurança Pública é ventilada

Por Bruna Santos
24 janeiro 2020 - 09:45
Bolsonaro e Moro

A possibilidade de recriação do Ministério da Segurança Pública, hoje sob Sergio Moro, tem potencial de gerar mais insatisfações.

Ontem (23), o presidente Jair Bolsonaro afirmou estar cogitando o desmembramento da pasta.

De acordo com o Estadão, o presidente da República defende que uma eventual retirada da Segurança Pública das mãos de Moro seria aceitável, afinal, não fazia parte da proposta inicial.

“Quando ele (Moro) foi convidado, não existia ainda essa modulação de fundir a Justiça com o Ministério da Segurança“, argumentou.

Nas redes sociais, inauguraram uma campanha #SegurançaComMoro que contou com a adesão dos movimentos Vem Pra Rua, Movimento Brasil Livre (MBL) e Nas Ruas.

No Twitter, o nome do ministro da Justiça ficou boa parte do dia entre os assuntos mais comentados no Brasil.

Em resposta à pressão em favor de Moro, Bolsonaro publicou nas suas redes um texto assinado pelo ministro do Gabinete de Segurança Institucional, General Heleno.

As mensagens afirmam que a proposta de recriar o Ministério da Segurança Pública não é de Bolsonaro, que também não apoiou o desmembramento.

“Ou vocês confiam no Capitão Jair Bolsonaro, que teve visão e coragem para, sem recursos, enfrentar o Sistema e nos dar esperança de mudar, ou continuarão atacando-o e devolverão o Brasil à esquerda, em 2023. A Argentina está aí para provar que estou certo”, finalizou ele.


Sobre o autor