Mercados

Radar do Trader: Vencimento de opções na B3, indicadores nos EUA e PIB da China

Por Fast Trade
15 julho 2022 - 08:35 | Atualizado em 20 julho 2022 - 12:45
Abertura desta quinta-feira 17 de junho

O Radar do Trader desta sexta-feira (15) trouxe como destaques o vencimento de opções na B3 e a divulgação de diversos indicadores econômicos nos EUA. Além disso, o PIB da China ficou abaixo do previsto e o líder da Itália, Mario Draghi, pediu renúncia de seu cargo. Confira mais detalhes dos principais eventos de repercussão no mercado!

 + Disciplina operacional: como desenvolvê-la?

Calendário Econômico

  • 09:30 – Vendas no varejo (EUA)
  • 09:30 – Preços dos bens importados e exportados (EUA)
  • 09:35 – Índice Empire State da Atividade Industrial (EUA)
  • 09:45 – Discurso de Raphael Bostic, membro do Fed (EUA)
  • 10:00 – Discurso de James Bullard, membro do Fed (EUA)
  • 10:15 – Produção Industrial (EUA)
  • 11:00 – Índice Michigan de Confiança e Percepção do consumidor julho (EUA)
  • 13:00 – Vencimento de opções sobre ações (Brasil)
  • 14:00 – Contagem de sondas Baker Hughes (EUA)
  • 16:30 – Posições líquidas de especuladores no relatório CFTC (Brasil e EUA)

Brasil: vencimento de opções na B3

Por aqui, teremos o vencimento de opções sobre ações na B3, o que deve acentuar a volatilidade neste pregão. Ademais, o Congresso promulgou a PEC dos Auxílios e declarou o estado de emergência a menos de três meses das eleições presidenciais.

Estados Unidos: agenda de indicadores

Os índices de Nova York operam mistos, à espera do relatório sobre as vendas no varejo de junho, bem como os preços das importações e exportações. Ao mesmo tempo, os dados sobre a produção industrial também devem pesar sobre os negócios, pois vão mostrar como está o desempenho deste importante setor.

Na temporada de balanços, os resultados corporativos de J.P. Morgan Chase e Morgan Stanley devem continuar repercutindo, uma vez que mostrou um cenário mais desafiador para as instituições. Isso porque, houve aumento nas provisões e queda nas receitas, o que sinaliza contração na economia do país.

Europa e Ásia: PIB da China

Na Europa, os mercados europeus operam em alta, tentando se recuperar das perdas contabilizadas nos últimos dias. O cenário de incertezas, contudo, voltou a assombrar o continente após o primeiro-ministro italiano, Mário Draghi, formalizar um pedido de renúncia. No entanto, o presidente do país, Sérgio Mattarella, rejeitou o pedido.

+ O que ninguém conta sobre os investimentos em ações: Baixe agora!

Em contrapartida, na Ásia, as Bolsas fecharam mistas após o Produto Interno Bruto da China do primeiro trimestre crescer abaixo do previsto, com o desempenho mais fraco desde 2020. Entretanto, as vendas no varejo subiram 3,1% em junho, superando o consenso dos especialistas.

  • Shanghai (China) -1,64%
  • Nikkei (Japão) +0,54%
  • Hang Seng (Hong Kong) -2,19%
  • Kospi (Coreia do Sul) -0,68%

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram!

Radar do Trader: Vencimento de opções na B3, indicadores nos EUA e PIB da China

Leia também:

Méliuz apresenta prévia do 2º trimestre com alta de 24% sobre as vendas totais

Camil Alimentos divulga balanço do 1º trimestre com baixa de 10,5% no lucro líquido


Sobre o autor