Mercados

Radar do Trader: saúde de Bolsonaro, paralisação dos servidores e avanço dos índices nos EUA

Por Fast Trade
04 janeiro 2022 - 08:18 | Atualizado em 04 janeiro 2022 - 11:13
Estados e municípios, governo Bolsonaro

O Radar do Trader desta terça-feira (04) trouxe como destaques as últimas notícias sobre a saúde de Bolsonaro, a paralisação dos servidores e os avanços nos índices norte-americanos. Além disso, na China, as investidas regulatórias prejudicam o desempenho de empresas de tecnologia e a Evergrande volta a ser negociada. 

Calendário Econômico – Indicadores

  • 07:00 – Reunião da OPEP+ (EUA)
  • 12:00 – Índice ISM de emprego manufatureiro e PMI industrial ISM  (EUA)
  • 12:00 – Ofertas de emprego Jolts (EUA)
  • 18:30 – Estoques de petróleo bruto semanal API (EUA)

+ O que ninguém te conta sobre os investimentos em ações

Saúde Bolsonaro e outros assuntos no Brasil

Bolsonaro interrompeu as férias de final de ano em Santa Catarina por causa de uma obstrução intestinal. Ele está no hospital desde ontem, segunda-feira (03), mas ainda não existe uma avaliação definitiva da sua situação e dos próximos procedimentos.

O Sindicato de Funcionários do Banco Central (Sinal) anunciou que vai aderir à paralisação de servidores de diversos órgãos do governo federal. Dessa maneira, quase um terço dos membros do BC devem paralisar suas atividades. A parada é uma forma de protesto contra o reajuste salarial somente dos policiais federais e alguns profissionais da saúde no orçamento de 2022.

Estados Unidos

Hoje, terça-feira (04), os investidores estarão atentos ao resultado da oferta de empregos Jolts de novembro. Dessa forma, eles terão maiores indícios da força atual do mercado de trabalho americano.

Ao mesmo tempo será realizada também a reunião da Opep e aliados. Com efeito, a expectativa é que a política de aumentos modestos na produção mensal de petróleo continue.

Embora os novos casos de Covid-19 estejam avançando nos Estados Unidos, os índices da bolsa estão alcançando recordes, impulsionados pelo setor de tecnologia. A Tesla subiu 13,5% na véspera e a Apple 2,5% se tornando a primeira companhia a atingir a marca de capitalização de US$ 3 trilhões.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Europa e Ásia

Na Europa, o índice Stoxx 600 avançava 0,60%. O aumento do número de pessoas infectadas pela variante Ômicron ainda preocupa a região. Muitos países estudam e aplicam medidas de restrições para conter o vírus.

Por fim, as bolsas asiáticas tiveram, em geral, resultados variados. O destaque negativo ficou com o setor de tecnologia listado na bolsa de Hong Kong. Isso porque foram anunciadas novas medidas de regulação para plataformas de internet com dados de mais de 1 milhão de usuários.

A Evergrande, por outro lado, viu os seus papéis avançarem 6% depois de voltar a negociá-los. A incorporadora registrou contrato de vendas de propriedades no valor US$ 67,67 bilhões em 2021, recuo de 30% em relação a 2020.

O Índice de Gerente de Compras da China (PMI) Caixin/Markit marcou 50,9 pontos ante 49,9 de novembro. Ao mesmo tempo, o PMI fabril atingiu 50,3 pontos contra 50,1 pontos em novembro.

  • Nikkei (Japão), +1,77% (fechado)
  • Shanghai SE (China), -0,2% (fechado)
  • Hang Seng Index (Hong Kong), +0,06% (fechado)
  • Kospi (Coreia do Sul), +0,02% (fechado)

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Radar do Trader: saúde de Bolsonaro, paralisação dos servidores e avanço dos índices nos EUA

Leia também:

Biden quer aumentar concorrência no mercado de carnes; JBS, Marfrig e Minerva recuam

Fusões & Aquisições: Dasa e Compass encerram aquisições; Unifique compra Mosaico


Sobre o autor