Mercados

Radar do Trader: Rússia ataca Ucrânia, PIB dos EUA, Vale e PNAD

Por Fast Trade
24 fevereiro 2022 - 08:12 | Atualizado em 24 fevereiro 2022 - 10:42
Abertura desta quinta-feira 17 de junho

O Radar do Trader desta quinta-feira (24) trouxe como destaque o ataque da Rússia à Ucrânia depois do discurso de Putin afirmando que líderes separatistas pediram ajuda. Além disso, os investidores estão atentos ao PIB dos Estados Unidos, à taxa de desemprego no Brasil e aos números da Vale após fechamento do mercado.

Calendário Econômico – Indicadores

  • 09:00 – Pesquisa PNAD Contínua – Taxa de desemprego (Brasil)
  • 09:30 – Empréstimos bancários mensal (Brasil)
  • 10:30 – Variação do PIB trimestral (EUA)
  • 10:30 – Pedidos de seguro-desemprego semanal (EUA)
  • 12:00 – Vendas de casas novas (EUA)
  • 12:30 – Estoque de petróleo EIA (EUA)
  • 13:10 – Federal Reserve – discurso de Bostic e Mester (EUA)
  • 13:30 – Leilão Americano Bill a 4 semanas e 8 semanas (EUA)

+ O que ninguém te conta sobre os investimentos em ações

Brasil

Na política, o Senado adiou a votação das medidas que buscam solucionar o problema do preço dos combustíveis para depois do Carnaval. Ademais, a Câmara aprovou texto-base para a legalização dos jogos de azar.

No radar corporativo, o destaque fica, sobretudo, com o resultado da Vale que sai depois do fechamento do mercado e a repercussão aos números da Petrobras, que vieram mais fortes do que o previsto. Já entre os indicadores a atenção principal é da taxa de desemprego anunciada via pesquisa PNAD contínua.

Repercussão do ataque da Rússia nos Estados Unidos

Os mercados futuros caíram intensamente nesta quinta (24) depois do ataque militar frontal da Rússia sobre a Ucrânia. Assim, os bombardeios começaram depois que Putin informou que os separatistas estavam sendo atacados e pediram ajuda. Kiev, contudo, negou a agressão.

Ao mesmo tempo, o reflexo imediato do conflito é a disparada dos preços do petróleo. De acordo com Matthew Smith, analista da commodity para as Américas da Kpler, a interrupção imediata de fornecimento da Rússia para a Europa não deve acontecer. Isso porque os dois lados estão conectados quando falamos de fontes de energia.

Entre os indicadores, a atenção se volta para os resultados do Produto Interno Bruto (PIB) no quarto trimestre de 2021. Além disso, serão divulgados os pedidos de seguro-desemprego na semana.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Europa e Ásia

Na Europa, o índice Stoxx 600 recuava 3,54% diante do cenário de incerteza que representa um ataque militar da Rússia à Ucrânia. Desse modo, os investidores ficam apreensivos, porque a região inteira pode sofrer com encurtamento de fontes de energia, crises políticas e sociais diante da população refugiada que deve surgir.

Por fim, as bolsas asiáticas seguem os mesmo temor e têm, em geral, resultados negativos. A China pediu que todas as partes envolvidas na questão da Ucrânia exerçam moderação.

  • Shanghai SE (China), -1,70%
  • Nikkei (Japão), -1,81% 
  • Hang Seng Index (Hong Kong), -3,21% 
  • Kospi (Coreia do Sul), -2,60%

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então assine a Fast Break e receba as notícias mais relevantes do momento!

Radar do Trader: Rússia ataca Ucrânia, PIB dos EUA, Vale e PNAD

Leia também:

Petrobras anuncia lucro líquido de R$ 106,6 bilhões em 2021, resultado recorde


Sobre o autor