Mercados

Radar do Trader: IPCA no Brasil, chuvas e discurso de powell nos EUA

Por Fast Trade
11 janeiro 2022 - 08:34 | Atualizado em 11 janeiro 2022 - 10:17
IPCA-15

O Radar do Trader desta terça-feira (11) trouxe como destaques os dados da inflação no Brasil por meio do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e os danos do excesso de chuvas no país. Além disso, nos Estados Unidos, o discurso de Jerome Powell sobre a política de juros do país deve atrair as atenções globais.

Calendário Econômico – Indicadores

  • 09:00 – IPCA mensal e anual (Brasil)
  • 10:30 – Tesouro Nacional – Leilão de títulos (Brasil)
  • 12:00 – Federal Reserve – discurso de Jerome Powell (EUA)
  • 15:00 – Leilão primário de Treasuries de 3 anos (EUA)
  • 18:30 – Variação de estoques de petróleo API (EUA)

+ Confira o Glossário do mundo trader e fique por dentro do termos

IPCA no Brasil

Primeiramente, na política, o presidente da República, contrariando as indicações do Ministério da Economia, disse que emitirá portaria a fim de tratar do refinanciamento das dívidas de micro e pequenas empresas (Refis) até que o Congresso derrube o veto. Ademais, Bolsonaro afirmou que a reforma administrativa não deve avançar em ano eleitoral.

Na questão ambiental, as chuvas abundantes nas regiões mais centrais do país forçaram a paralisação de algumas operações da Vale e da Usiminas. Ao mesmo tempo, as rodovias sofrem com lentidão e degradação, o que prejudica o abastecimento dos mercados locais.

Por fim, entre os indicadores, o mercado estará interessado na inflação ao consumidor que será divulgada hoje. Com efeito, o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sai ainda no período da manhã.

Estados Unidos

Hoje, terça-feira (11), Jerome Powell, presidente do Federal Reserve fará discurso. De acordo com as notas que revelam os principais pontos da sua fala, a autoridade monetária deve fazer o possível para garantir o emprego no país, mas também evitar a inflação.

Marko Kolanovic, do JP Morgan, afirmou que o mercado de capitais deve suportar as mudanças nas diretrizes de juros do país. “A política monetária provavelmente será gradual, em um ritmo com o qual ativos de risco deverão ser capazes de lidar, e está ocorrendo em um ambiente de forte recuperação cíclica”, disse.

Por fim, os investidores globais aguardam pelos dados da inflação ao consumidor que serão divulgados amanhã, quarta-feira (12).

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Europa e Ásia

Na Europa, o índice Stoxx 600 avançava 1,05%. O destaque negativo ficava com o setor de automóveis. Por outro lado, o destaque positivo era do setor de tecnologia. Na véspera, as bolsas da região tiveram queda de 1,3%.

Por fim, as bolsas asiáticas tiveram, em geral, resultados negativos. O destaque negativo ficou com as ações de defesa e tecnologia. Em contrapartida, os investidores da região aguardam pelos dados de inflação dos Estados Unidos e temem a aproximação da variante Ômicron em Pequim. 

  • Nikkei (Japão), -0,9% (fechado)
  • Shanghai SE (China), -0,73% (fechado)
  • Hang Seng Index (Hong Kong), -0,03% (fechado)
  • Kospi (Coreia do Sul), +0,02% (fechado)

Quer ficar informado de todas as novidades do mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Radar do Trader: IPCA no Brasil, chuvas e discurso de powell nos EUA

Leia também:

Investimento em segurança digital deve ser uma das prioridades das empresas em 2022

Energias renováveis: segmento está com diversas oportunidades para aquisição


Sobre o autor