Mercados

Radar do Trader: Copom no Brasil, FOMC nos EUA e anúncio da Evergrande

Por Fast Trade
22 setembro 2021 - 08:00 | Atualizado em 22 setembro 2021 - 10:23
Fed

O Radar do Trader desta quarta-feira (22) trouxe como destaques o anúncio das políticas monetárias adotadas pelo Brasil e pelos EUA. Além disso, também está no radar o alívio dos mercados em relação à Evergrande após o anúncio da renegociação de alguns títulos domésticos importantes.

Calendário Econômico – Indicadores

  • 11:00 – Variação de vendas de casas usadas mensal (EUA)
  • 11:30 – Variação de estoques de petróleo EIA semanal (EUA)
  • 14:00 – BC – Segundo dia de reunião do Copom (Brasil)
  • 14:30 – Fluxo cambial mensal (Brasil)
  • 15:00 – Federal Reserve – Taxa Fed Funds (EUA)
  • 15:30 – Federal Reserve – Coletiva pós-FOMC (EUA)
  • 18:00 – BC – decisão da taxa Selic (EUA)

+ Relatório Alocação de recursos: Baixe agora!

Brasil

Hoje, se encerrará a reunião do Comitê de Política Monetária (Copom) e será anunciada a nova taxa básica de juros (Selic). O mercado espera o aumento de um ponto percentual.

Sobre os precatórios, o projeto está nas mãos de Arthur Lira, presidente da Câmara, e de Rodrigo Pacheco, presidente do Senado. Ambos afirmaram que os pagamentos não devem ultrapassar o teto de gastos. A OAB, todavia, avalia que a proposta cogitada pode ser inconstitucional. 

Estados Unidos

Também nesta quarta-feira (22), o Federal Reserve (FED) concluirá a reunião de dois dias do Federal Reserve. Serão divulgados, portanto, as decisões sobre a política monetária do país. Os investidores aguardam, principalmente, informações sobre a retirada dos estímulos via compra bilionária de títulos privados.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Europa e Ásia

Na Europa, o índice Stoxx tinha alta de 0,5%. Com exceção dos setores de saúde, tecnologia e serviços, todos os outros setores operavam em alta.

Na China, a incerteza sobre a Evergrande continua, mesmo que tenha sido atenuada por declarações recentes de acordo sobre um título local importante. Por outro lado, há vencimentos na quinta-feira (23) de títulos denominados em dólares sobre os quais não houve pronunciamento.

Por fim, em relação à política monetária, a China injetou mais liquidez no sistema por meio da compra de títulos de curto prazo. Além disso, o Banco Central do país manteve as taxas referenciais de juros. 

A taxa com vencimento em um ano está em 3,85% e a com vencimento em 5 anos está em 4,65%.

  • Nikkei (Japão), -0,67% (fechado)
  • Shanghai SE (China), +0,40% (fechado)
  • Hang Seng Index (Hong Kong), +0,51% (fechado)
  • Kospi (Coreia do Sul), (não abriu)

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Radar do Trader: Copom no Brasil, FOMC nos EUA e anúncio da Evergrande

Leia também:

Shell pretende investir R$ 3 bi no Brasil até 2025

BRB e Integral Brei iniciam captação de R$ 6 bi para o lançamento do Biotic


Sobre o autor