Mercados

Radar do Trader: ata do Fomc, privatização da Eletrobras e tensão geopolítica

Por Fast Trade
16 fevereiro 2022 - 07:59 | Atualizado em 16 fevereiro 2022 - 10:43

O Radar do Trader desta quarta-feira (16) trouxe como destaques o avanço na privatização da Eletrobras e a divulgação da ata do Federal Open Market Committee (Fomc). Além disso, as preocupações continuam na fronteira da Ucrânia e o dia é cheio de indicadores nos Estados Unidos, como as vendas do varejo e a produção industrial.

Calendário Econômico – Indicadores

  • 09:00 – Índice de compras MBA (EUA)
  • 10:30 – Vendas no varejo mensal e anual (EUA)
  • 10:30 – Preços dos bens importados (EUA)
  • 11:15 – Produção industrial mensal e anual (EUA)
  • 12:00 – Estoque das empresas mensal (EUA)
  • 12:30 – Relatório semanal EIA de estoque (EUA)
  • 14:30 – Fluxo cambial estrangeiro (Brasil)
  • 16:00 – Ata da reunião do Fomc (EUA)

+ Derivativos: o guia definitivo para começar a investir

Brasil

Na política, a chamada PEC Kamizake que visa zerar os impostos sobre o diesel e ainda criar uma auxílio para os caminhoneiros perde força no Senado. Dessa maneira, há certo alívio para o mercado, já que o risco fiscal se intensificaria, uma vez que a medida representa rombo de R$ 100 bilhões aos cofres públicos.

Há também novidades sobre a privatização da Eletrobras. Com efeito, o Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou o estudo técnico com o preço de outorga de R$ 23,2 bilhões, mesmo depois de ressalva do ministro Vital do Rêgo.

Por fim, os investidores estarão atentos à continuidade da temporada de balanços. Hoje são divulgados os seguintes resultados: WEG (WEGE3), EDP (ENBR3), Totvs (TOTS3) e Banco Pine (PINE4).

Ata do Fomc nos Estados Unidos

A Rússia afirmou, na véspera, que estava retirando parte das tropas da fronteira com a Rússia, mas países da Otan afirmam que ainda existem movimentos contrários e que os sinais são confusos. Nesse sentido, Joe Biden, presidente dos Estados Unidos, disse que o risco de um ataque ainda existe.

Desse modo, o assunto econômico mais importante do dia, contudo, é a divulgação da ata da última reunião do Federal Open Market Committee (Fomc). No documento, os investidores terão acesso a índices dos futuros movimentos da política monetária norte-americana que tem repercussão na precificação dos ativos globais.

Ademais, o dia é recheado de indicadores. Isto porque, os investidores terão acesso às vendas do varejo mensal e anual e à produção industrial mensal e anual.

+ Guia de A a Z de como se tornar um trader

Europa e Ásia

Na Europa, o índice Stoxx 600 opera em quase estabilidade com a região avaliando ainda os riscos da tensão geopolítica. Os líderes na região afirmam que os sinais enviados pela Rússia estão confusos, apesar de o país ter acenado para a diplomacia.

Por fim, as bolsas asiáticas tiveram, em geral, resultados positivos. Dados oficiais revelaram que a inflação na China está recuando. O destaque positivo ficou com o Nikkei do Japão, com ganhos de 2,22% puxado, principalmente, pelo que parece um alívio na fronteira da Ucrânia.

  • Shanghai SE (China), +0,57%
  • Nikkei (Japão), +2,22% 
  • Hang Seng Index (Hong Kong), +1,49% 
  • Kospi (Coreia do Sul), +1,99%

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então assine a Fast Break e receba as notícias mais relevantes do momento!

Radar do Trader: ata do Fomc, privatização da Eletrobras e tensão geopolítica

Leia também:

TCU aprova privatização da Eletrobras; erro apontado por ministro é desconsiderado

Carrefour Brasil anuncia lucro líquido ajustado de R$ 766 milhões no 4T21, queda de 13,5%


Sobre o autor