EconomiaHome

Produtividade no trabalho cai 1,1% no primeiro trimestre e registra pior resultado desde 2016

Por Eloiza Amaral
13 junho 2019 - 11:28
confiança da indústria; faturamento da indústria

Um estudo do Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV) divulgado nesta quinta-feira (13), apontou que a produtividade no trabalho caiu 1,1% no primeiro trimestre, e marcou o pior resultado para o indicador desde o primeiro trimestre de 2016, quando teve baixa de 2,2%.

A queda de 0,2% do PIB do primeiro trimestre influenciou negativamente o crescimento da produtividade e indica uma lenta recuperação econômica. Na comparação com o primeiro trimestre de 2018, o PIB cresceu 0,5%. Já ante o quarto trimestre de 2018, houve queda de 0,2%.

A piora na taxa de crescimento da produtividade por hora trabalhada aconteceu de forma excedente nos três principais setores econômicos.

A agropecuária caiu de 2,8% para 0,4% em relação ao 4º trimestre de 2018, e a indústria recuou 1,2% após uma sequência de 12 trimestres seguidos de alta.

Já no setor de serviços, após uma queda de 0,8% no quarto trimestre de 2018, a produtividade por hora trabalhada apresentou redução de 1,2% no primeiro trimestre de 2019 em relação ao mesmo trimestre do ano anterior.

Esta redução no setor, segundo a FGV, se deve ao aumento de desempregados e trabalhadores informais no Brasil.

Para a FGV, a indústria já vinha dando sinais de recesso desde o primeiro trimestre de 2018, quando a taxa diminuiu de 2% para 0,9% no quarto trimestre. Dos quase 2 milhões de pessoas que entraram na população ocupada no último ano, 48% foram da categoria trabalhador por conta própria.


Sobre o autor