EconomiaHome

Produção industrial tem recuo em 9 de 15 locais analisados pelo IBGE em março

Por Eloiza Amaral
08 maio 2019 - 13:43
confiança da indústria; faturamento da indústria

Segundo dados divulgados pelos IBGE nesta quarta-feira (8), a indústria apresentou recuo de 1,3% em março. Desse total, 9 dos 15 locais pesquisados tiveram taxas negativas, afetadas principalmente por São Paulo e Pará.

As maiores quedas foram registradas nas indústrias do Pará (-11,3%) e na Bahia (-10,1%), enquanto a produção da indústria paulista recuou 1,3%, mesmo índice da média nacional. Espírito Santo (3,6%), Rio de Janeiro (2,9%) e Goiás (2,3%) foram responsáveis pelos resultados mais altos.

O declínio no Pará foi o mais intenso desde fevereiro de 2018, provocado pela paralisação de uma unidade da indústria extrativa do Estado. Como 86% da indústria paraense é extrativa, oscilações nesta classe afetam de forma considerável o resultado.

E-book: Guia completo e definitivo da Previdência Privada

“O resultado da indústria está sendo determinado pelo alto nível de desemprego e pelo ambiente político, que acarretam cautela na decisão de investimento por parte dos empresários e no consumo por parte das famílias”, disse o gerente da pesquisa, Bernardo Almeida.

Em Minas Gerais (-2,2%), a queda veio pelo segundo mês consecutivo, ainda como reflexo do rompimento de uma barragem da Vale em Brumadinho. “Foi o pior março desde 2015, quando houve queda de 8,8%”, destacou Bernardo Almeida.

Na comparação com março de 2018, o setor industrial caiu 6,1%, com 12 dos 15 locais pesquisados registrando resultados negativos.


Sobre o autor