EmpresasHome

Privatização da Eletrobras fica para 2020; Copel estuda adquirir usinas eólicas da estatal

Por Pablo Vinicius Souza
16 maio 2019 - 10:30
Eletrobras (ELET3; ELET5; ELET6); Energisa (ENGI11)

Com o distanciamento de Jair Bolsonaro do solo brasileiro, seu vice, Hamilton Mourão, tornou-se o presidente em exercício outra vez.

Em reunião com um grupo de representantes de sindicatos do setor elétrico, Mourão falou do processo de privatização da Eletrobras.

Aos participantes, o general destacou que o tema ficará para 2020 e será debatido, posteriormente, com os trabalhadores da estatal, a sociedade, bem como o Congresso Nacional.

Ainda no radar da estatal federal, está a venda de parques eólicos que podem ser disputados pela paranaense Copel.

O processo, previsto para junho deste ano, incluirá a venda de participação em 45 sociedades de propósito específico (SPEs).

Leia mais:

Bolsas asiáticas fecham sem sinal único; tensão comercial traz instabilidade para índices

Mercado revisa projeções e IFI prevê déficits primários por parte do governo federal até 2025

Rodrigo Maia afirma que reforma sai, ‘mesmo com governo atrapalhando’

Convocado, Weintraub fala no plenário da Câmara sobre contingenciamento na Educação

MPF pede que decreto de armas de Bolsonaro seja suspenso; derrota pode prejudicar governo

Ministério da Economia quer acabar com o monopólio do Banco do Brasil no crédito rural

Resultados corporativos: Caixa Seguridade e Marfrig reportam lucro no primeiro trimestre

Resultados corporativos: prejuízo da Lupatech sobe e da General Shopping cai no trimestre

Resultados corporativos: Light e Restoque saem de lucro para prejuízo no 1º trimestre

Economia desacelerada impacta resultados corporativos no trimestre; lucro diminui 6%


Sobre o autor