Economia

Prévia do PIB do BC, IBC-Br sobe 1,06% na passagem de julho para agosto

Por Fast Trade
15 outubro 2020 - 16:00 | Atualizado em 15 outubro 2020 - 17:52
prévia do PIB
Foto: Arquivo Istoé

Medido pelo IBC-Br do Banco Central, índice considerado a prévia do PIB, a atividade econômica brasileira apresentou em agosto o quarto mês consecutivo de alta.

Leia também: Dívida bruta brasileira pode chegar a 101,4% do PIB em 2020, estima FMI

De acordo com a divulgação da instituição monetária nesta quinta-feira (15), o Índice de Atividade (IBC-Br) avançou 1,06% na passagem de julho para agosto.

O resultado se refere à série já livre de influências sazonais, conforme os dados apresentados. Em julho, o avanço havia sido de 3,71% (dado revisado).

De julho para agosto, no entanto, a prévia do PIB passou de 132,64 pontos para 134,05 pontos na série dessazonalizada.

Esse indicador da autoridade monetária vem se recuperando após forte retração entre os meses de março e abril, em razão da pandemia do novo coronavírus.

Os efeitos da crise se intensificaram em todo o mundo a partir de março e, como medida de contenção do contágio da doença, o Brasil e outras regiões globais adotaram o isolamento social, fato que impactou a atividade econômica como um todo.

Outro destaque da recuperação é que este patamar alcançado em agosto é considerado o maior desde fevereiro deste ano (139,92 pontos).

Na época, diversas regiões do globo começavam a enfrentar a realidade de uma pandemia que estava prestes a abalar a economia mundial.

Baixe agora: Guia completo de como ter sucesso nas operações de day trade

Comparativo anual da prévia do PIB

Embora o resultado seja uma representação da continuidade da recuperação dessa prévia do PIB, quando comparado ao mesmo período de 2019, percebe-se que o IBC-Br contraiu 3,92%.

Além disso, a alta do Índice de Atividade ficou dentro do intervalo das estimativas do mercado financeiro.

Por outro lado, o saldo computado em agosto veio abaixo da mediana calculada pelo Projeções Broadcast, do sistema de notícias em tempo real do Estadão.

Nesse contexto, os analistas projetavam uma alta entre +0,90% e +3,44%, o que gerou a mediana em +1,70% na comparação mensal.

Em contrapartida, a prévia do PIB em agosto – frente ao mesmo período de 2019 – recuou menos do que o previsto pela mediana (entre -4,80% e -3,01%, com mediana em -4,05%), ainda de acordo com os analistas consultados pelo Projeções Broadcast.

Com isso, o IBC-Br avançou 5,94% no trimestre encerrado em agosto/2020, na comparação os três meses anteriores (março a maio), pela série ajustada sazonalmente.

Por fim, o índice de atividade econômica do BC registrou uma retração de 5,44% entre janeiro e agosto deste ano – sem ajuste sazonal.

Baixe gratuitamente: Guia do investidor iniciante

Por fim, quer ficar informado de tudo o que acontece no mercado financeiro? Participe canal Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade. É gratuito!


Sobre o autor