Empresas

Presidente do Banco do Brasil (BBAS3) pede renúncia ao cargo

Por Fast Trade
19 março 2021 - 07:00 | Atualizado em 19 março 2021 - 07:30
BBAS3; Banco do Brasil; BB Seguridade; proventos do BB

O presidente do Banco do Brasil (BBAS3), André Guilherme Brandão, entregou à presidência da República um pedido de renúncia ao cargo. De acordo com o fato relevante divulgado ontem (18) pela instituição monetária, o documento foi endereçado ao presidente Jair Bolsonaro.

+ E-book: Desvendando o swing trade: tudo o que você precisa saber!

Assim também, o pedido foi entregue ao Ministro da Economia, Paulo Guedes, e ao Presidente do Conselho de Administraomo do BB, Hplio Lima Magalhmes. Segundo o anúncio do banco estatal, os efeitos do pedido de Brandão passariam a valer a partir de 1º de abril.

“Sendo aceita a renúncia pelo Presidente da República, a indicação do novo presidente do BB deverá acontecer na forma do artigo 24, inciso I do Estatuto Social do BB”, diz o documento assinado pelo vice-presidente de Gestão Financeira e Relações com Investidores, Carlos José da Costa.

Na avaliação do analista da Ativa Investimentos, Leo Monteiro, a notícia é negativa e deve pressionar as ações do banco nesta sexta-feira (19).

A notícia não pegou o mercado de surpresa, uma vez que já se especulava sobre a decisão. Em janeiro, por exemplo, o executivo quase havia sido demitido pelo governo, após o Banco do Brasil anunciar o fechamento de agências pelo país.

Além de prever 112 agências bancárias, o plano de reestruturação do BB estipulava um programa de demissão voluntária de até cinco mil funcionários. Segundo o Banco do Brasil, o plano tinha como fim trazer mais eficiência à rede de atendimento.

Assim também, a instituição monetária pleiteava mais recursos para abertura das unidades de atendimento especializado, assim como a melhora da experiência do cliente.

Desgaste político

Bolsonaro, por sua vez, não gostou do plano por temer o desgaste político da medida em véspera de ano eleitoral, segundo o G1.

+ Clube De Investimentos Tudo Que Você Precisa Saber

Embora a demissão de Brandão tenha sido cogitada naquele período, há indícios de que o ministro da Economia, Pualo Guedes, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, intervieram em favor do presidente do Banco do Brasil.

Contudo, o assunto voltou ao radar do mercado após a troca na liderança da Petrobras (PETR3; PETR4). A substituição de Roberto Castello Branco pelo general Joaquim Silva e Luna foi considerada uma interferência do Palácio do Planalto na estatal.

Governo indica Fausto Ribeiro para assumir a presidência do Banco do Brasil

Pouco após o BB anunciar o pedido de renúncia de Brandão, o Ministério da Economia indicou Fausto de Andrade Ribeiro para assumir o cargo. Atualmente, Ribeiro atua como diretor da BB Administradora de Consórcios, subsidiária do Banco do Brasil, desde o ano passado.

+ Descubra o seu perfil de investidor para melhor investir seu patrimônio

“Informamos, considerando o que dispõem os artigos 18, § 2º, inciso I, 24, inciso I, e 34, § 5, inciso IV do Estatuto do Banco do Brasil SA, que, em razão da renúncia, nesta data, do Sr. André Guilherme Brandão dos cargos de integrante do Conselho de Administração e de Presidente do Banco, será encaminhado para análise do Comitê de Pessoas, Remuneração e Elegibilidade da Companhia, para o preenchimento das respectivas vagas, o nome do Sr. Fausto de Andrade Ribeiro”, diz a nota da pasta econômica do governo federal.

Conforme a publicação do blog da Ana Flor, Bolsonaro queria alguém com perfil parecido com o do presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães. Nesse sentido, o presidente gostaria de contar com alguém que valorize o papel social do banco.

Por fim, continue acompanhando o portal Fast Trade para saber como as ações do Banco do Brasil (BBAS3) vão performar.

Antes de mais nada, leia também:

Gol divulga prejuízo de R$861,9 mi no 4T20 em meio aos impactos da pandemia

Atividade econômica cresceu 0,5% em janeiro, segundo o Monitor do PIB-FGV

Copom surpreende e eleva Selic a 2,75% ao ano

Assim também, leia:

Fed mantém juros estáveis e estima alta de 6,5% no PIB de 2021

Balança comercial tem superávit de US$ 719,2 milhões na segunda semana de março

IPCA foi de 0,86% em fevereiro, mostra IBGE; é a maior taxa desde 2016

Ademais, confira:

Volume de serviços cresce 0,6% na série com ajuste sazonal de janeiro

Indústria sugere boa perspectiva para o PIB no 1T21

Confiança do comércio subiu 0,2 ponto em fevereiro, informa FGV

Além disso, acesse:

B3: resultados da Eztec (EZTC3) e Rossi (RSID3)

Juros sobre capital próprio: confira a agenda de proventos

Por fim:

Produção agropecuária brasileira pode alcançar R$1 tri de valor bruto em 2021

IBGE e Conab elevam estimativa para a colheita de grãos no Brasil

PIB do agronegócio cresce 24,3% em 2020; alta é recorde, diz CNA


Sobre o autor