Política

Presidências da Câmara e do Senado podem definir privatização da Eletrobras

Por Fast Trade
23 dezembro 2020 - 18:23 | Atualizado em 23 dezembro 2020 - 19:20

A eleição para as presidências da Câmara e do Senado pode se tornar um fator crítico na privatização da Eletrobras.

Isto porque, os parlamentares que assumirem as lideranças a partir de fevereiro deverão ter muita disposição e boa vontade em articular apoio no Congresso.

Parada há três anos, a proposta carrega em si um tema muito espinhoso e que sofre grande resistência, principalmente, após o recente apagão no Amapá.

Depois de ter tentado uma aprovação no governo Temer, a equipe econômica de Bolsonaro encaminhou uma proposta semelhante no ano passado.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Contudo, até o momento, não há relator para a proposta ou sequer comissão para discutir o texto.

Acima de tudo, o ministro Paulo Guedes admitiu estar “frustrado” com a inércia de sua agenda de reformas e privatizações. Ele atribuiu ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, a responsabilidade pela demora do projeto e por deixar a pauta em segundo plano.

Ao mesmo tempo, Maia disse que o texto não consegue avançar porque existe uma negociação para incluir concessões antecipadamente para beneficiar os atuais acionistas.

Apesar de Guedes considerar a privatização da Eletrobras como algo certo, a proposta não será aceita pelo Congresso tão facilmente.

O apagão do Amapá como argumento para negar a privatização

O caos elétrico que deixou o Amapá sem luz por mais de 20 dias vem sendo utilizado como exemplo de que a privatização não resolverá os problemas de energia.

Nesse sentido, os parlamentares utilizaram o caso para apontar a ineficiência do setor privado quando se trata de bens fundamentais da sociedade.

Desse modo, o candidato à presidência da Câmara, Arthur Lira, apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro, já defendeu a aprovação do projeto de venda da Eletrobras.

Baixe agora: Guia do Investidor Iniciante

Em contrapartida, o bloco de Rodrigo Maia, ainda sem candidato definido, deve fazer frente à proposta, barrando sua tramitação ou alterando o conteúdo do texto-base.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade

Presidências da Câmara e do Senado pode definir privatização da Eletrobras

Leia também:

Ibovespa avança com blue chips e contexto internacional

Dólar vira para alta em dia de baixa liquidez e ambiente externo positivo

Frigoríficos: Minerva aprova distribuição de JCP e BRF foca na expansão


Sobre o autor