Mercados

Preços do petróleo declinam mais de 20% em 2020

Por Fast Trade
01 janeiro 2021 - 11:27 | Atualizado em 02 janeiro 2021 - 12:01

Fortemente impactados pela pandemia de covid, os preços do petróleo despencaram mais de 20% em 2020. Embora a performance da commodity de energia tenha melhorado no final do ano, a demanda ficou aquém do esperado antes da pandemia.

Baixe agora: Guia do Investidor Iniciante

Os contratos futuros do Brent fecharam o ano cotados a US$ 51,80 o barril, ou seja, menos 21,5% ante o preço de 2019 (US$ 66,00).

Por outro lado, o WTI encerrou o último dia de 2020 a US$ 48,52 o barril. Assim sendo, a referência americana contraiu 20,5% em relação ao fim do ano passado (US$ 61,06).

Antes da pandemia estourar, os preços do petróleo já repercutiam as tensões geopolíticas no Oriente Médio. Posteriormente, as imposições à atividade – a fim de reduzir a propagação do novo vírus – comprometeu a demanda.

Além disso, o The Wall Street Journal indica que o segmento sofreu depreciação de aproximadamente US$ 145 bilhões nos 3 primeiros trimestres de 2020.

Em contrapartida, o início da campanha de vacinação em diversos países pode trazer alívio para os investidores. Há, no entanto, incertezas sobre a recuperação da demanda.

Continue acompanhando o portal Fast Trade para mais destaques do mundo dos investimentos.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Por fim, leia outras notícias não relacionadas com os preços do petróleo:


Sobre o autor