HomePolítica

Porta-voz nega que Sergio Moro tenha condicionado entrada no governo à vaga no STF

Por Pablo Vinicius Souza
14 maio 2019 - 09:54

A declaração do presidente Bolsonaro a respeito de uma provável indicação de Moro ao STF gerou desconforto no cenário político.

Em entrevista à Rádio Bandeirantes, Bolsonaro disse que “se Deus quiser, cumpriremos esse compromisso”.

A partir daí, começou a se especular que o ministro tenha condicionado sua entrada no governo à vaga no STF.

Coube ao porta-voz da Presidência da República, Otávio Rêgo Barros, negar a suposição que vinha ganhando força.

“Moro deixou claro em várias entrevistas que não condicionou sua participação no governo à provável indicação à vaga no STF”, disse.

Rêgo Barros defendeu que não houve um acordo prévio que vinculasse a nomeação para o cargo a uma indicação futura para a próxima vaga no de ministro no Supremo Tribunal Federal.

A fim de esclarecer, o porta-voz repetiu a fala de Bolsonaro, que afirma considerar que Moro possui “condições éticas, morais e intelectuais” adequadas para assumir o referido cargo.

Leia mais:

Bolsas Asiáticas: desacerto comercial entre Estados Unidos e China continua impactando índices globais

Saiba quais são os principais compromissos econômicos globais para esta terça-feira

Em delação premiada, dono da Gol cita ‘benefício financeiro’ a Rodrigo Maia

Decreto de armas: parlamentares ameaçam sustar efeitos e Bolsonaro se abre a adaptações

Petrobras quer vender sua participação total de 93,7% na Breitener Energética

Balanço corporativo: lucro da JBS mais que dobra no 1º tri; peste suína ajuda resultado

Balanço corporativo: Itaúsa vê lucro líquido aumentar 4% no 1º trimestre do ano

Balanço corporativo: Cosan vê lucro aumentar 14,5% e mantém previsão para Raízen

Pacote anticrime pode ser aprovado ainda em 2019, acredita o ministro Sergio Moro


Sobre o autor