Mercados

Política monetária, cenário político, corporativo e mais destaques da semana

Por Fast Trade
14 setembro 2020 - 07:00 | Atualizado em 14 setembro 2020 - 07:30
calendário de indicadores econômicos

A política monetária é destaque na agenda dos investidores nesta semana com o Comitê de Política Monetária (Copom) e Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc).

Dólar e Mini Dólar – Desvendando este mercado

Conforme a programação, o Federal Reserve (como é chamado o Banco Central dos Estados Unidos) apresenta sua decisão do Fomc às 15h.

Expectativa é que a entidade mantenha a taxa de juros próxima de zero. Posteriormente, o presidente da instituição, Jerome Powell, discursará.

O evento será monitorado pelos mercados globais, uma vez que a fala de Powell pode trazer mais detalhes sobre a decisão.

Quanto à manutenção da taxa, o Fed tem sinalizado uma abordagem mais flexível em relação à inflação, o que indica juros baixos por um período prolongado.

Além disso, esse movimento ajuda a reduzir a força do dólar na comparação com outras moedas.

Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Mais ao final do dia, próximo das 18h, o Comitê de Política Monetária (Copom) apresentará nova decisão sobre a taxa básica de juros brasileira.

Atualmente, a Selic está em 2%. Na decisão anterior, que marcou o novo piso histórico da taxa, o Banco Central brasileiro sinalizou que havia espaço para novo corte.

Contudo, caso isso aconteça, o corte deve ser residual. Ademais, o BC disse que o Copom não antevê reduções no grau de estímulo monetário.

Nesse contexto, o que mais deve chamar a atenção do investidor é o comunicado após a decisão, na expectativa por novos indícios para o futuro.

Além da super quarta-feira, o Bank of Japan e o Bank of England também divulgarão suas respectivas decisões de política monetária no decorrer da semana.

Cabe relembrar que o Banco Central Europeu (BCE) manteve os juros na quinta-feira passada e ajudou a acentuar o fortalecimento do euro.

Além da política monetária

A agenda econômica global pode elevar a volatilidade do mercado, que viveu uma semana marcada pelo clima de incerteza entre 7 e 11 de setembro.

China e Estados Unidos divulgam novos números referentes ao varejo e indústria. Na Alemanha, investidor monitora a pesquisa ZEW de expectativas.

Em contrapartida, o Brasil conta com uma agenda cheia, que pode repercutir ainda mais diante das expectativas sobre a política monetária e comunicado do BC.

O investidor já aguarda alguns importantes dados semanais, como as projeções do boletim Focus, ou até mesmo a balança comercial pelo ministério da Economia.

Hoje (14), contudo, as atenções também se voltam para o Índice de Atividade Econômica do Banco Central (IBC-Br), um dos principais destaques da semana.

O indicador é ainda mais aguardado após a grata surpresa com os números da produção industrial e vendas no varejo.

Assim também, a agenda doméstica reserva espaço para os dados de inflação, dentre eles os IGPs e parciais do IPC-Fipe e IPC-S, na esteira do aumento de preços no País.

Baixe agora: Guia completo para obter sucesso nos investimentos na Bolsa

Política e empresas

No âmbito político, a reforma administrativa pode voltar ao radar de destaque diante de alguns desafios antes mesmo de começar a tramitar no Congresso Nacional, uma vez que depende da instalação da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJ), onde será feita análise de constitucionalidade.

Já o relator do pacto federativo, senador Marcio Bittar (MDB-AC), pretende apresentar relatório incluindo o programa Renda Brasil na quarta-feira (16), segundo fontes da Bloomberg.

Outro destaque marcado para quarta-feira, além da política monetária, é que pode ser votado no Congresso o veto à desoneração fiscal.

Por fim, o cenário corporativo segue tendo como grande destaque o alto volume de oferta pública inicial (IPO). Projeção é que as construtoras Plano & Plano e Cury efetuem suas precificações de ações nos dias 15 e 17, respectivamente.

Baixa gratuitamente o relatório especial sobre os Fundos ImobiliáriosE se você quer ficar por dentro de tudo o que acontece no mercado financeiro, basta participar do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade. É gratuíto!


Sobre o autor