Agronegócio

PIB do agronegócio cresce 6,75% até julho, mostra CNA

Por Fast Trade
10 outubro 2020 - 10:40 | Atualizado em 11 outubro 2020 - 09:53
PIB do agronegócio

O PIB do agronegócio brasileiro expandiu 6,75% entre janeiro e julho, na comparação com o mesmo período de 2019. A informação, divulgada ontem (9), é da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea).

Conforme o levantamento, esse forte resultado foi puxado principalmente pela safra recorde de grãos e exportações, devido à crescente demanda internacional e do mercado doméstico.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Além disso, o “efeito China” favoreceu a rentabilidade e a competitividade do segmento com a desvalorização do Real frente ao dólar, segundo a CNA.

A atividade primária (dentro da porteira) ajudou a impulsionar o PIB do agronegócio nesses sete meses, com alta de 18,46%.

Já os serviços e insumos avançaram 6% e 2,4%, respectivamente. Em contrapartida, a agroindústria recuou 0,37%, “ainda reflexo dos efeitos da Covid-19”.

Por sua vez, o PIB do agronegócio cresceu 4,3% no ramo agrícola, refletindo principalmente os preços maiores, com destaque para café, milho, soja e trigo.

A expectativa de maior produção na safra atual, com safra recorde de grãos e expansão para produtos como café e laranja, também impulsionou o resultado. Por fim, a cadeia produtiva agropecuária subiu 12,25%.

Leia também: Safra de grãos 2020/21 deve superar 268 milhões de toneladas, prevê Conab

No desempenho mensal de julho, o PIB do agronegócio cresceu 1,26%, com o setor primário avançando +2,95%, seguido de serviços (+1,03%) e insumos (+0,55%).

Quer ficar informado de tudo o que acontece no mercado financeiro? Participe do canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade. É gratuíto!


Sobre o autor