Mercados

Petróleo vira para queda com perspectivas de contração na demanda

Por Fast Trade
07 abril 2020 - 17:25 | Atualizado em 07 abril 2020 - 18:04

Os contratos futuros de petróleo encerraram em forte queda nesta terça-feira (07), reagindo às perspectivas de contração na demanda pela commodity.

O petróleo WTI/maio desabou 9,40%, no valor de US$23,63 o barril; enquanto o petróleo Brent/junho caiu 3,57%, na cotação de US$31,87 o barril.

Depois de passar boa parte do dia em território positivo, os preços do óleo bruto viraram para queda após a Administração de Informação de Energia (EIA) dos Estados Unidos divulgar uma projeção de baixa acentuada na demanda.

Segundo o relatório do órgão, a redução na demanda será de 5,2% em 2020, totalizando 95,5 milhões de barris por dia, concretizando a maior contração dos últimos 30 anos.

Embora alarmante, tal cenário se justifica frente ao avanço da pandemia, que vem provocando a paralisação das atividades em todos os setores.

Como os níveis de oferta devem se manter constantes no curto prazo, os contratos sofreram forte pressão de baixa, devido ao desequilíbrio em relação à necessidade menor de combustível pelos países.

Consequentemente, os investidores adotaram posições defensivas, apostando na venda para reduzir a exposição em meio ao movimento de fuga das cotações.

Outra informação relevante é que as previsões dos especialistas indicaram uma recuperação nos preços do barril a partir do ano que vem, com os EUA voltando à condição de importadores, já que seus estoques estarão em queda.

Fique por dentro das principais notícias do mercado financeiro:

Mercado de commodities chinês sinaliza movimento de recuperação

Petrobras identifica novo poço de petróleo na Bacia de Campos

Rating e PIB brasileiro, PIB chinês: acompanhe os destaques econômicos


Sobre o autor