Mercados

Petróleo recua na sessão inaugural da última semana de 2020

Por Fast Trade
28 dezembro 2020 - 19:10 | Atualizado em 28 dezembro 2020 - 20:16

Os temores relacionados com a pandemia e, consequentemente, com a recuperação da demanda por petróleo, derrubaram os preços da commodity nesta segunda-feira (28).

O pregão marca a última segunda-feira de 2020, ano em que o petróleo foi duramente pressionado pelos impactos de covid.

Assim sendo, a cautela prevaleceu mesmo após os mercados terem absorvido o novo pacote fiscal assinado nos Estados Unidos por Donald Trump.

O West Texas Intermediate (WTI) para fevereiro recuou 1,26%, a US$ 47,62 por barril, enquanto o Brent para o mesmo mês recuou 0,83%, a US$ 50,86 por barril.

Baixe agora: Guia do Investidor Iniciante

Rússia estima uma demanda adicional por petróleo de 5 a 6 milhões de bpd em 2021

É provável que a demanda por petróleo aumente em 5 a 6 milhões de barris por dia (bpd) em 2021. Essa é a expectativa otimista do vice-primeiro-ministro da Rússia, Alexander Novak, conforme mostrou a Reuters.

“Nós esperamos ao redor de 5 a 6 milhões de barris por dia em crescimento adicional da demanda no próximo ano”, disse Novak. “Esse é um cenário otimista”, completou a fala dedicada ao canal russo de televisão Rossiya-24.

Sob o mesmo ponto de vista, a perspectiva para o crescimento adicional não reflete na recuperação total do consumo, segundo ele. Nesse sentido, a projeção para a demanda global por petróleo segue até 8 milhões de bpd abaixo dos níveis pré-pandemia.

Anteriormente à covid, era comum girar em torno dos 100 milhões de bpd, segundo a Reuters.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Opep

A fim de equilibrar o mercado global da commodity de energia, a Rússia e outros importantes produtores de petróleo reduziram a produção. Do mesmo modo, outros membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) também se comprometeram com a medida.

Por outro lado, o cartel e seus aliados (Opep+) começou a aumentar a produção conforme a demanda se recupera. Projeção é que o bombeamento cresça em 500 mil bpd a partir de 1° de janeiro do próximo ano.

O acordo da Opep+ era necessário, sobretudo em um cenário de restrições à atividade – fato que reduziu drasticamente o consumo da commodity. De acordo com Novak, esse pacto vai até abril de 2022, mas o prazo pode ser ajustado caso a demanda se recupere antes do previsto.

“Mas, em geral, nós continuaremos esse trabalho conjunto com parceiros de diferentes países, uma vez que acreditamos que isso traz benefícios para nossos países”, declarou.

Baixe agora: Derivativos – O guia definitivo para começar a investir

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Então participe gratuitamente do Canal do Fast Trade no Telegram acessando o link: https://t.me/plataformafasttrade.

Leia também:


Sobre o autor