Mercados

Petróleo ganha força olho nos estoques dos EUA e nas projeções de demanda

Por Fast Trade
26 maio 2021 - 19:23 | Atualizado em 27 maio 2021 - 07:04
Opep reduz previsão da demanda mundial de petróleo em 2019 devido tensões

Os contratos futuros de petróleo encerraram em alta nesta quarta-feira (26), de olho nos estoques dos EUA e nas projeções de demanda da commodity para os próximos meses.

Em uma sessão bastante volátil, os preços do barril ganharam força após notícias informarem que ativistas do clima conquistaram assentos no Conselho da ExxonMobil. Na visão dos analistas, este fato pode influenciar a companhia a reduzir os níveis de oferta, o que tende a beneficiar as cotações.

Apesar disso, a composição da administração da petroleira ainda não foi divulgada oficialmente, embora a Exxon tenha confirmado que há votos suficientes para a eleição dos ativistas.

Considerando que estes executivos são críticos à estratégia de exploração de combustíveis fósseis, é provável que haja mudanças nos objetivos, privilegiando o combate aos riscos climáticos.

Guia Completo sobre Investimentos em Fundos Multimercados

No fechamento, as cotações do petróleo Brent/agosto avançaram 0,35% no preço de US$68,73 o barril, negociado na ICE de Londres. Já os preços do WTI/julho subiram 0,21% no valor de US$66,21 o barril, vendido na Bolsa de Nova York.

Também no radar, o Departamento de Energia dos EUA (DoE) informou que os estoques da commodity recuaram 1,662 milhão de barris na semana passada.

No relatório, a instituição avaliou que o agravamento da pandemia na Índia, o terceiro país que consome combustível no mundo, deve reduzir a demanda global de óleo bruto.

Negociações com o Irã e projeções da Opep+ para a demanda

Ao mesmo tempo, a retomada das negociações entre o Irã e os países que compõem o acordo nuclear ficou em destaque.

Sobretudo, após o vice-primeiro-ministro da Rússia, Alexander Novak, informar que a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) está considerando este excedente de oferta em suas previsões.

Nesse sentido, caso haja a suspensão das sanções impostas ao país persa, é provável que sua produção retorne ao mercado, pressionando a redução dos preços.

Guia de A a Z sobre como se tornar um trader

Ainda assim, alguns analistas avaliam que, caso esta situação se concretize, os efeitos serão sentidos apenas no segundo semestre.

No entanto, relatos indicam que as tratativas estão progredindo e “o Irã planeja iniciar as exportações de 1 milhão de barris de petróleo por meio de seu terminal” a partir de junho.

Quer ficar informado de todas as novidades sobre o mercado financeiro? Então participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade

Petróleo ganha força olho nos estoques dos EUA e nas projeções de demanda

Leia também:

Ibovespa avança com declarações do Fed e segue rumo à máxima histórica

Dólar cai a R$5,31 ancorado em dados e perspectivas positivas

Fundos de Fundos Imobiliários negociam com preços descontados na B3


Sobre o autor