Mercados

Petróleo fecha sem direção única e sobe na semana que antecede a reunião da Opep+

Por Fast Trade
27 novembro 2020 - 19:40 | Atualizado em 27 novembro 2020 - 20:10
exportação de petróleo

As referência do petróleo não fecharam o pregão desta sexta-feira (27) em direção comum, mas anotaram a quarta semana consecutiva de ganhos.

O West Texas Intermediate (WTI) para janeiro recuou 0,39%, estendendo as perdas da véspera, fechando em US$ 45,53 por barril. Em contrapartida, o Brent para fevereiro subiu 0,96% e tocou os US$ 48,25 por barril.

Baixe gratuitamente: Guia do investidor iniciante

Mesmo assim, a referência americana subiu 8,02% no acumulado da semana, ao passo que a referência global avançou 7,31%. Assim sendo, os ganhos registrados em novembro chegaram a cerca de 26% para o Brent e para o WTI.

A próxima segunda-feira (30) marcará o último pregão para o mês em 2020, que no dia seguinte entrará no último mês do ano. Em novembro, ambas as referências foram impulsionadas por tendências positivas sobre o desenvolvimento de uma vacina contra covid-19.

Hoje, o mercado repercutiu a proximidade de uma reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e seus aliados (Opep+).

Marcada para acontecer entre o último dia de novembro e o primeiro dia de dezembro, o encontro será monitorado. Expectativa é que os integrantes da organização cheguem a um consenso para estender os cortes estipulados anteriormente.

A medida tem como propósito fortalecer o equilíbrio entre oferta e demanda, uma vez que a demanda segue prejudicada.

Embora tenha crescido a previsão de que a economia global estivesse se recuperando, uma segunda onda de covid segue preocupando o investidor.

Baixe agora: Dólar e Mini Dólar – Desvendando este mercado

Vacinas e o petróleo

Em primeiro lugar, as notícias sobre potenciais vacinas contra o novo coronavírus foi um grande propulsor para o mercado do petróleo. Hoje, no entanto, alguns estrategistas mais cautelosos acreditam que a commodity de energia pode enfrentar ventos adversos.

Essa cautela está alinhada com as crescentes preocupações com os resultados dos testes das vacinas.

De acordo com o Valor Econômico, autoridades norte-americanas levantaram dúvidas sobre a eficácia da vacina criada pela AstraZeneca e pela Universidade de Oxford.

Ainda assim, mesmo diante da perspectiva do lançamento de uma vacina bem sucedida, o JP Morgan avalia que a demanda global por petróleo deve atingir seu nível pré-pandemia apenas em meados de 2022.

Baixe agora: Guia de A a Z de como se tornar um trader!

Opep+

Por fim, a Reuters sinalizou que membros da Opep+ estão inclinados a adiar o aumento planejado da produção de petróleo.

“Todos os olhos no mercado de petróleo estarão voltados para as reuniões” do cartel, disse a economista de commodities da Capital Economics, Caroline Bain.

Baixe agora: Derivativos – O guia definitivo para começar a investir

Quer ficar informado de todas as novidades sobre as técnicas e estratégias aplicadas ao day trade? Participe do Canal do Fast Trade no Telegram através do link: https://t.me/plataformafasttrade.

Dólar cai a R$5,32 e acumula baixa semanal de 7,19%

Confiança da indústria atinge em novembro o maior patamar desde 2010, mostra FGV

Ibovespa avança aos 111 mil seguindo Wall Street e alívio na cena local

CRFB3: Carrefour perde R$ 2 bilhões em valor de mercado após homicídio em loja

GOLL4: média diária de voos da Gol sobe 34% em outubro

CCRO3: CCR anuncia emissão de R$ 960 milhões em debêntures

AZUL4: Azul anota prejuízo de R$ 1,2 bilhão no 3T20, mas melhora previsões


Sobre o autor